segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Um milhão de graus

Freneticamente festejo esse amor
Com o calor de um milhão de graus do sol da paixão
A razão já esquivou
Incendiou de medo
Desde muito cedo no tempo da poesia
Floresço todo dia
Versos que acariciam o meu lindo bem querer!

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário