segunda-feira, 29 de fevereiro de 2016

Infinitas estrelas

Contar estrelas do céu é tarefa infinita
Mais fácil escolher pra te dar a mais bonita
A que brilhe tão lindamente como o teu olhar
Que te faça feliz
Pois terá a luz que condiz
Com a imensidão da tua beleza.

Manu Kelé!

Voa vida

O pensando voa
Palavra atoa
Inspiração colorida
Vida vida vida
Onde vai dar
Esse sonho acordado
De viver só de amar?

Manu Kelé!

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Coração de Deus

A lua dançava
A noite estava clara
As estrelas brilhantes
Em algum lugar distante de si pensava o poeta:
Poesia vale mais que diamantes
Está na alma dos amantes
No céu vibrante da emoção
No sol de toda vida
Pulsa na batida do coração de Deus.

Manu Kelé!

Metamorfose

Quando a tarde chegar
Depois do sol a pino
Vou perguntar ao destino
O que será feito da minha inspiração?
Vai se transformar em novo verso
Vai brilhar linda canção?
Penso numa suposta resposta
Mesmo pra tanta gente que não gosta
Respirar o ar da metamorfose
Me faz sentir a melhor poesia.

Manu Kelé!

Maçã e uva

Domingo de chuva
Maçã uva
Tudo pela hora da morte
A sorte é que somos resistentes
Mesmo ganhando tão pouco
Trabalhadores professores
Seguem a vida
E de maneira atrevida
Ainda têm a esperança que tudo possa melhorar.

Manu Kelé!

sábado, 27 de fevereiro de 2016

Sonhe

Durma que a noite é curta pra tanto sonhos
Sonhe que é vida breve diante das transformações
Transforme pra viver o seu melhor
Melhore até conseguir semear o verdadeiro amor.

Manu Kelé!

Mil tons

A noite encanta os meus sentidos
Ouvidos aguçados ao som das estrelas
Olhar de crescente luar
Mar de cores celestes
Céu de sons
Mil tons  dissonantes refletidos na voz de Deus.

Manu Kelé!

Que beleza

Que beleza
Uma poesia nascida das estrelas
Extrema grandeza dos sentimentos

Brilhante luz
Eterna força
Liberdade crescente
Enfeitando todas as horas da noite
Zumbindo de vaga-lume
Perfume das cores do luar.

Manu Kelé!

O menino e o mundo

O universo somos nós?

Mesmo que não tenhamos consciência
Existem partículas universais em nossa essência
Nenhum pensamento é desprovido de energia
Impossível não sentir as transformações
Nessa exploração cruel
O capital é o dragão?

E nós somos apenas bateria da Matrix?

O menino traduzia o mundo e seus paradoxos em cores

Musica  sonho
Uma sensibilidade profética que indica:
Noite
Dia
O real é sempre mais ou menos do que nós queremos.

Manu Kelé!

sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

Massa

Marcante poesia
Assim pintava a inspiração
Suave cores da alma
Sons do céu interior
Amor amor amor por todos os sentidos...

Manu Kelé!

Entranhas

Nessa noite estrelada
Parte de mim é nada
Outra universo
Poema imperfeito do diabo
Verso perfeito de Deus
Pulsam nas minhas entranhas
As forças tamanhas
Do bem e do mal.

Manu Kelé!


Brilho das palavras

Brilho de palavras
Iluminada inspiração
O coração desse verso
É confesso de loucura
A poesia que invade a minha alma
É calma colorida
O completo reverso
Dessa sociedade absurdamente injusta.

Manu Kelé!

Poesia é...

Poesia é dia
Noite
Madrugadas
Tempo marcado em cada palavra
É o beijo dado na amada
Luz do sol a nos mover

Poesia é ver
Dentro de mim
As cores do amor
Brilhando
Dançando
Linda flor
Jardim da vida.

Manu Kelé!

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Gratidão

A noite se alegra 
Risos incandescentes
Lumiar de estrela nova
A maior prova do bem é o amor
O seu calor é indiscutível 
Sol que rege toda emoção
E gratidão de Deus.

Manu Kelé!

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2016

Acaso

As palavras jogadas ao acaso
Tem energizações
Deixam corações alegres ou tristes
Não insistes em proferir algo pra ferir o semelhante
Poderás ter um retorno estonteante contra o teu próprio bem.

Manu Kelé!

Fortaleza


O sol queimava o céu em cores degradê
Voei de emoção ao ver tão linda festa
O mágico por-do-sol
Transformou o normal em poesia
Maravilha inusitada
Em nossa Fortaleza loucamente agitada.

Manu Kelé!

Egberto Gismonti

Eterno é o som
Gosto suave de Deus
Bem diz o amor
Extravasante genialidade
Rios de felicidade
Tradução de todas as cores
O infinito da criação

Girantes acordes
Inspirações da alma
Suave calma musical
Mundo pulsante
O sol do meio dia
Naturalmente contagia
Todo mundo que se abre ao
Instantâneo sentimento de paz.

Manu Kelé!

Vulcão e loucura

A tarde esquenta as palavras
A inspiração esfria a memória
O meu esquecimento
É o melhor argumento pra dizer:
Aquela paixão que era vulcão e loucura
Me procura mas não estou aqui.

Manu Kelé!

Poetizar

Poetizar é preciso
Mesmo que corra o risco
De me perder entre as palavras
A loucura já controla 90 por cento da minha criação
A outra parte só o coração da inspiração consegue dominar.

Manu Kelé!

Mandala da vida


O sol nasceu no coração da palavra
Um novo verso se fez
De emoção
De esperança
Nessa linda dança
Da mandala da vida.

Manu Kelé

terça-feira, 23 de fevereiro de 2016

Ponta da língua

Gota de palavra
Ponta da língua
Anima da loucura
Doçura do olhar
Sede do desejo
Estrela de nós
Calor da poesia 
Sol do querer
Girados céus incandescentes da paixão.

Manu Kelé!

Aniversário

Amar a vida
Nascer todos os dias
Inspirar-se com os desafios
Vislumbrar novos horizontes
E conquistar o verdadeiro amor
Risos flores sabores
Sucesso
A mais positiva energia
Ramalhetes de poesia
Imagino nesse dia
O melhor pra sua vida.

Manu Kelé!

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Flor bela

Flor bela no cabelo
Depois que passou janeiro
Você me apareceu assim
Tão musa quanto nunca parou de ser
Te ver sempre é bom
Acende estrelas na minha inspiração
Me comove de emoção
É como vislumbrar o mar
Um infinito de beleza
Que reflete a certeza
Da poesia de Deus!

Manu Kelé!

Oceano de amar

Pego ondas nesse mar de palavras
Surfo na inspiração
Meu coração é multicor
O sol do teu olhar é minha guia
Quero a melhor emoção
Reggae Jazz
Jimi Hendrix Blues
Quero céus azuis
Vida sempre loucamente feliz
Nesse oceano infinito de amar.

Manu Kelé

Velocidade das palavras

Não consigo fazer versos como quem troca a roupa
Porque a velocidade das palavras me ultrapassa
Quando penso que a inspiração passa
Meu coração bate graça na emoção de uma estrela
Na exata Meia noite meia do lumiar da loucura
De quem procura a libertação
A missão é vencer as invencionices
Da infindável e paradoxa paixão
Sentimento que controla impiedosamente meu poeta coração.

Manu Kelé!

Musicalidade e amor

Diante do olhar da primeira estrela
Poetizo-me
Ao som da Bachiana 5
                            O caminho é mágico e sonoro

Demoro eternidade degustado cada nota
                            Arrepiado pela beleza
Tenho certeza
                            Os Deuses são sobretudo musicalidade e amor.

Manu Kelé!

Vale a pena

Na linha do tempo da minha inspiração as palavras vão se transformando em poemas
Sinto que vale muito a pena vivê-los!

Manu Kelé!

Cores de suave poesia

Cores
Olhares
Ruas da inspiração
Extrema emoção
Sou flores sou cheiro sou cor

Dias azuis
E noites claras

Sou madrugada
Uma suave estrela negra
Verdade
E mutação

Posso até não ser perfeito
O amor que trago no peito é
Emergente poesia
Sincronia
Instantânea
Além do mar de mim.

Manu Kelé!

Profundo esquecimento

Palavras que não alcançam a lua
Ficam sem brilho
As que não alcançam o sol 
Ficam sem cor
As que não são do bem 
Devem ser levadas para o além do mais fundo esquecimento.

Manu Kelé!

Harmonia e paz

Brilham palavras no céu da imaginação
O sol da inspiração ilumina a minha vida
Encontro na poesia saídas para driblar a tristeza
E alcançar a certeza
Refletida de forma confortante
Neuro linguisticamente
Somos em nossa essência harmonia e paz!

Manu Kelé!

Melhorar a vida

Quando o dia amanhece
As palavras ainda estão leves
Meu pensamento vai tomando forma
Sem norma literária
Vou escrevendo esse poema
Que não quer dizer tanta coisa assim
Só pra você e pra mim
Algo que aprendi e achei muito importante
Mantenha-se distante de pessoas que querem te diminuir
Aproxime -se pessoas que querem somar
Cuide das pessoas que querem te fazer melhorar.

Manu Kelé!

domingo, 21 de fevereiro de 2016

Os Internos do Pátio

Nasci assim
Em meio a casas mal construídas
Não tinha mesmo condições ideais
E a vida era difícil
Uma parteira me pegou em casa
A melhor amiga da minha mãe Maria Andrade
Gordinho mesmo o pretinho
Um carinho de mãe é poema maravilhoso
E ai fui crescendo
Nenhuma anormalidade tudo comum
Tinha uma enorme vontade de tocar violão
O meu pai fez um de lata de doce com o qual brincava de tocar
Aos 16 anos ganhei o meu primeiro violão de verdade
Muito me apliquei horas a fio estudando sozinho
Imaginava tocando num palco
No meio a uma multidão
Honrosamente aprendi a tocar
Amar a musica é da minha alma
Gostar de poesia é do meu infinito
E assim fui crescendo
Noite e dia a mesma história
Insistência com a musicalidade
Até que na faculdade de História conheci meu amigos Fabiano dos Santos e Eduardo Loureiro Jr
Logo começamos a mostrar e gostar dos nossos sons
Irmãos hoje somos formamos o grupo Internos do Pátio
Dinamizamos musica e poesia
A esse encontro chamamos "Patio"
Damos as mãos em comunhão
E vivemos com Luiza Fabio Roberto Marques e outros internos toda essa energia musical.
Manu Kelé!

sábado, 20 de fevereiro de 2016

Estrela

Enfeitada de luz
Subiu ao céu 
Traçou lindo caminho
Regou cores do bem
Enxergou o infinito
Lindamente brilhou 
Amou.

Manu Kelé!

Infinito da alma

Tem certas poesias que duram segundos e ficam marcadas no infinito da nossa alma.

Manu Kelé!

Velocidade

A velocidade do amor ultrapassa o pensamento!
A velocidade da paixão silencia o pensar!

Manu Kelé!

Onde?

Onde?
        Aconteceu?
A Primeira palavra?
                       No pensamento de Deus?
Na duvida da humanidade?
                     
                 Quero acreditar que um dos primeiros sentidos da fala tenha sido pra expressar:
                          Amor!

Manu Kelé!

Flor bela

Faço-me botão
Lindo é o teu jardim
O céu
Ruas a dentro do teu ser...

Bela flor
Em extremo estado de poesia
Liberto todo a magia
Amar é viver do teu color.

Manu Kelé!

Sementes de sorrisos

O melhor da vida
É não se preocupar
Deixar o vento levar as coisas ruins
Cultivar sementes de sorrisos
Colher bem querer
Ver o futuro como o agora
E joga fora todo e qualquer mal humor
Pois seja como for viver é muito muito bom.

Manu Kelé!

Ubuntu

Palavras circulares
Pensamentos seculares
Africanidades
Ubuntu
Holística harmonia
União integral
Humanidade
Espiritualidade
Céu e terra ondem que se completa.

Manu Kelé

Todas as cores

Amar incondicionalmente
Navegar por todas as cores
Animar os melhores sabores
Libertar os sentidos
Unir as melhores palavras
Comemorar a felicidade de viver
Inspirar a alma
Alcançar o melhor do bem querer por toda vida.

Manu Kelé!

Todas as letras

Dia frio
Sorriso do tempo
O vento traz a chuva abençoada
Semana passada eu era outro poeta
Não sou Leminski
Não tomo wisky
Não sou Pessoa mas fico atoa
O pensamento voa
Pousa em palavras de emoção
E o meu coração que as vezes quer ficar triste
Hoje é só alegria
Que contagia todas as letras desse poema inspirado de graça.

Manu Kelé!

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Alucinado

Amanhecia um poema
Cristalizado em palavras de emoção
A paixão me deixava alucinado
Sonhando acordado
Enxergava tua imagem refletida na minha íris
Voava entre um arco-íris de desejo
E o teu beijo era sempre o maior tesouro
Que eu queria conquistar.

Manu Kelé!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Decradê

A chuva encantava as palavras que eu ainda iria pensar
Amar era mar quente e calmo
Poema sem fim
Em mim eterno azul degradê!

Manu Kelé!

Lindo verso

O tempo pedia o silencio das palavras
O vento queria as cores
O mar os sabores
O universo o mais lindo verso de amor.

Manu Kelé!

Gato molhado

Pingos no telhado
Gato molhado
Tranquilo coração
Horas soam nos sentidos
Silencio os ouvidos
Para sentir o poema
Linda
Maravilhosa
Abençoada
Chuva

Manu Kelé!



Fada

O dia amanhece poesia
Em suas cores radiantes
Flamejantes palavras soltas
Bocas bocejando preguiça
A vontade de não trabalhar
E amar o ócio
Fazer nada
Falar com uma fada pra encantar e parar as horas.

Manu Kelé!

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

Dança das cabeças

Dia estrelado
Astros e sol no anoitecer
Nenhum pensamento a se mover
         Nas cabeÇas
Assim dançava a musica genial

Dissonância discordância da mesmice
Amores caleidoscópicos
Suor dos acordes

Cada movimento sonoro
Alcançava o lumiar da loucura
Bem dizia o universo:
Esqueça o mal
AmanheÇa
Amor
Silencie todo e qualquer stress.

Manu Kelé!

Você viu o poema ?

Que não tinha palavra

Emoção
Alegria
Inspiração
No coração
Do poeta
Mergulhado
Profundo
No mar de amar.

Manu Kelé!

No olhar

No olhar de cada estrela
Imensa emoção
No meu meu coração
A certeza de Deus refletida em beleza e luz.
Manu Kelé!

Rosário

Rezo um rosário de poemas
Com palavras abençoadas
Pedindo a Deus
O melhor pra tua vida
Pois a minha felicidade
Acontece quando de verdade
Você está bem.

Manu Kelé!

Tarde

Tá quente viu
A gente quase não aguenta
Rios de suor
Deus nos livre
Esse extremo calor de Fortaleza é de pelar o porco.

Manu Kelé!

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Gato

Guardando sete vidas
Alcanço o impossível
Traduzo-me carinho na
Ofegante paixão de ser.

Manu Kelé!

Nada

Nenhuma emoção supera o amor
Amar é estar próximo de Deus
Dentro do seu céu interior
A melhor verdade é o amor.

Manu Kelé!

Segundos

Nos segundos dessas seis horas
Escorre doce lembrança
Rio claro e poético
Que desemboca em mar de bem te querer
O oceano de  mim
Se encontra com o  céu
Quando remove o véu
Revela-se a intensa verdade de te amar sem explicação.

Manu Kelé!

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Minuto

Máximos de poesia
Instantes de glória
Noturnas palavras
Um gosto de estrelas no céu da boca
Tudo tão poeticamente perfeito
Ostentação da infinita inspiração circular.

Manu Kelé!

Bemóis

Poesia poesia poesia...
Noite
Dia
Estrelas
Girassóis
Canários cantam lindas canções de amor
Em acordes bemóis.

Manu Kelé!

Fale comigo

Fale um poema
Alegre e perfeitamente
Libere as palavras lentamente
Expresse sua emoção

Comemore a vida
Ofereça sua alegria
Me encante com sua sinceridade
Inspire minhas noites e dias
Gosto infinito de sentir
O seu pensamento em mim.

Manu Kelé!

Orca

A saudade que sinto não é do tamanho de uma orca
É bem maior que o oceano
Tenho um plano
Parar de sentir tanta saudade
Mas será que conseguirei vencer essa verdade
A dor de deixar de sentir saudade.

Manu Kelé!

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Confesso

Certo da loucura
Oculto a verdade
Não consigo expressar a imensidão do que sinto
Fico horas a fio
Embriado de emoção
Sem sentir os pés no chão
Suavemente voado de poesia
Ostentando nas entranhas a beleza do que sinto por você.

Manu Kelé!


Poema perfeito

Oh meu grande bem
Tento encontrar palavras
Que possam alegrar o teu coração
Nem sempre consigo
Mas como guardo comigo a perseverança
Tenho a esperança
Não de te fazer um poema perfeito
Mas um que embora tendo defeito
Consiga expressar de modo intenso
Esse meu imenso e verdadeiro amor.

Manu Kelé!

Utopia

Será que estou ficando louco?
Certas horas da madrugada quando silencio a inspiração
Ouço o sorriso das estrelas
Minha felicidade brilha
Mas quando enveredo pela trilha da lucidez tudo quer voltar ao normal
Não faz mal estar nessa outra dimensão mesmo que seja por um segundo
Faz esquecer o mundo
Penso que o ideal é sonhar junto
E ter a certeza de que um dia toda realidade vai mudar
O mundo vai melhor e todos seremos felizes.

Manu Kelé!

Musicalidade

O calor
O azul do céu
Tocam a minha alma
Fé e musicalidade
Na verdade
Só a força universal do criador
Poderia criar com tanto amor
Esse poema de infinita beleza.

Manu Kelé!

Cores lindas

Estou de boa
Nada voa inspiração a fora
Sem que coração vibre
Poesia é sentimento cristalizado em palavras
São sentidos carregados de sentimentos
Que transpassam o tempo
Revelando as cores lindas e brilhantes da alma.

Manu Kelé!

Resistente

O calor da tarde esfria as minhas palavras
Que estão vulcânicas de paixão
Ainda bem que o meu coração cardiopata
É resistente
Pois essa paixão renitente
Parece que quer durar uma eternidade.

Manu Kelé!

O gato

O gato subiu no telhado
Uma linda flor se abriu
Ninguém viu a última estrela da noite
O sol acordou o dia com emoção
E durante toda poesia inspirada no ar
O meu coração não parou de te amar.

Manu Kelé!

Extremado amor

Vago palavras delirantes
Mas a tristeza não tem vez
Quando é seis da manhã
A inspiração já bate a minha porta
E com toda emoção
Não calo o coração
Dou asas a versos
Por infindas vezes confessos
Do meu extremado amor.

Manu Kelé!

Sem explicação

Não encontro explicação para a minha inspiração acontecer centenas de vezes motivada pela mesma pessoa
Talvez não seja por motivo atoa
Pois o maior sonho da minha poesia é ocupar definitivamente o teu coração.

Manu Kelé!

Domingo

Dia de sol
O céu está pra lá de azul
Missa as cinco
Imensa satisfação de viver
Nada é mais importante do que amar
Guardo isso no mais profundo da alma
O meu coração é mesmo um eterno aprendiz.

Manu Kelé!

As vezes

As vezes eu quero silenciar as palavras
Mas a poesia fala mais forte
Fico sem norte
A sorte é que não sou teimoso
Então abro a alma
E o mais gostoso
É que meus sentidos
Dão vida a mais um verso
Bom ou ruim
É sempre sentimento profundo que saí de mim.

Manu Kelé!

Bom dia

Brilhantemente o sol
Otimiza o planeta
Mesmo para os que destroem a natureza

Deus é o infinito
Imagem da nossa perfeição
Alcançaremos tal situação caso a nossa essência seja verdadeiramente amor.

Manu Kelé!

Silencio

Silenciado de palavras
Imagino um poema mudo
Livre de sons
Extasiado de sentidos
Na melhor forma de vibrar
Com a alma
Imenso e infinito
O amor é nosso lado mais bonito.

Manu Kelé!

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Feitiche

Poeira pensamento
Concreto vento
Árvore cor
Fetiche sabor
Mar ilusão
Céu canção
Montanha ar
Pele mar
Olho arco-iris
Chuva íris
Palavra sabão
Favela Japão
Caleidoscópio loucura
Lago arquitetura
Pão calor
Deus amor.

Manu Kelé!

sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

Pensando

Pensamento que vagueia
Asas da inspiração
Estrelas de ponta maior
Luz da emoção
Luar crescente de amor
Calor sereno do tempo
Vento de aberto azul
E o sul do bem querer pintado de flores.

Manu Kelé!

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Linha das emoções

Imagens do teu olhar
Sois interior
Amar é sentimento nobre
Bela é a vida
Extrema é a poesia
Linha das emoções
Encontro mágico que o destino traçou.

Manu Kelé!

Palavras cegas

Palavras cegas
No clarão do sol da poesia
Movidas pelo calor da paixão
O coração finge não sentir
A razão finge não agir
Medir esse vulcão
Não é fácil
Pois é tocado de infinito paradoxo
Contradição dos sentidos
Ouvidos desatentos
Movidos pelo som do desejo.

Manu Kelé!

Tua beleza

Quando o silencio me domina
Fico sem palavras
E mesmo sem dizer nada
Sinto
Profundamente
Toda energia
Poesia suave
Tua beleza.

Manu Kelé!

Sankofa

Tanta correria cotidiana
E eu querendo me encontrar
Descobrir novos caminhos interior
Aumentar o meu calor humano
Traçar novos planos de crescimento
Investir no desenvolvimento ancestral
Sei que o normal é não se voltar pra dentro
Mas no momento sinto a marca do sankofa
Que quer mexer no meu passado
Melhorar o meu presente
E fazer um futuro consciente de que sou
Luz negra
Brilhante estrela
Sou do bem
Sou
Manu Kele!


quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Extrema beleza

Tudo em branco
Nem santo aguenta
Um poema inexistente
Que inquieta a mente
Viajante é o poeta
Que não deixa parada a imaginação
Faz toda hora voar o coração de amor
E no calor das horas
Liberta o melhor verso
Para delirar confesso
O prazer de viver em arte a extrema beleza de sua musa.

Manu Kelé!


Navegar

Navegar inspiração
Águas de amar
Gostos de poesia
Leves sons do desejo
Êxtase extremo da beleza
Minha alma silencia
Em pleno voo cego
Lindo lugar de estar
Oh infinito céu do teu olhar.

Manu Kelé!

Emoção dominada

Giro  palavras
Entonteço o tempo do verso
Tentando enganar a saudade
Que arde na inspiração
Deixando o coração descompassado
Passado e presente da tua falta
É vazio infinito
Poesia sem descrição
Emoção dominada pelo silencio.

Manu  Kelé!

Cabelos ao vento

Teus cabelos ao vento
De um tempo azul
Do céu de te gostar
Me fazem voar
Beleza a dentro
No interior das emoções
E nossos corações
Mesmo sem asas
Passeiam inspiração a fora do universo
Desse verso canção que só quer expressar:
O melhor da vida é te amar!

Manu Kelé!

As cores do céu

O que dizem as cores do céu?
Que o os olhos do anoitecer são lindos?
Que a poesia perfeita é possível acontecer?
Que penso em você ao ver comparável beleza?
Que é mais que certeza Deus existe para que nunca sejamos tristes ele criou essa alegre e infinita poesia...

Manu Kelé!

Mar de inspiração

O amor não tem explicação
Toca a emoção
A alma
A vida
Inspira a poesia
Ascende a lua macia
Aquece a paixão
Mergulha o coração
No mar de inspiração que existe dentro em mim.


Manu Kelé!

Semi-fusa

Minha sede de palavras
Me deixa peixe
A mergulhar no céu da inspiração
O coração pede poesia
O meu dia pede sol
E numa velocidade semi-fusa
Penso em minha musa
Encantando esse poema feliz.

Manu Kelé!

Deus é beleza

O Céu e sua poesia me diziam:
- Deus existe ele é beleza e cor!
Manu Kelé

Te querer

Te querer bem
Melhora o meus sentidos
Afina os meus ouvidos
Suaviza som e cores

Te querer bem
Faz nascer estrelas
E é tão bom tê-las
No meu céu interior

Te querer bem
É dom da vida
É melhor saída
Pros caminhos do amor

Manu Kelé!

sábado, 6 de fevereiro de 2016

Romeu e Julieta

Rua do destino que nos encontrou
O amor proibido que nos tomou
Máximo do que pode ser considerado desejo
E luas e sois sem fim
Unidos corações separada realidade
Extremo paradoxo
Julieta
Um amor infinito
Lindo Romeu um amor bendito
Instantes de loucura e desespero
E a vida entrou em destempero
Tomado gole que causaria o fim
Amor que marcou as estrelas brilha em mim triste loucura da genial literatura.

Manu Kelé!

Luas

Luas internas
Crescente céu
Brilhar de estrelas
Sol do querer
Cores do bem
Sentidos poéticos
Sentimentos proféticos do amor.

Manu Kelé!

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2016

Semear

Palavras de emoção
Suave coração
Desejo do bem
O que vem do mar do teu olhar
É de desencantar a dor
Vencer a tristeza
Semear a certeza:
O amor eleva a alma
Ilumina a calma
Floresce paz.

Manu Kelé!

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

Poesia

Palavras tem vida
Os corações as energizam
Exalam sentimentos
Semeiam amores
Inspiram paixões
Alcançam a paz.

Manu Kelé!


Oração

Que a minha vida seja poesia
Que esteja ao teu dispor
Que habite o teu coração
Que seja essencialmente amor.

Manu Kelé!

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Sociedade torta


Pintavam os rostos
Para abrir as cortinas da rua
E numa manhã nua de sol
Enfrentariam desdem
Almas em constante pressa
Mas o riso não cessa
Palhaço reza?
Pede a Deus o fim da exploração?
Pede pro coração da cidade?
Bater de alegria?
O que me contagia é a simplicidade
De uma verdade que nunca cala
Deus sempre fala certo mas nossa sociedade é torta.

Manu Kelé!

Uma poesia

Quero te dar uma poesia iluminada de estrelas
De lua e esperança crescente
Que você fique contente de recitar
Quero te dar uma poesia de encontrar paz
Com um sentimento que se refaz a cada pensamento positivo
Que torne imperativo o mais calmo e verdadeiro amor.

Manu Kelé!

terça-feira, 2 de fevereiro de 2016

Existir

Solto as horas
Poesia a fora de todos os sentidos do verbo
A liberdade voa de mãos dadas com a inspiração
E dessa união faço meu coração vibrar de amor por você
Num tempo de se acreditar que durante todo o infinito vou ter você dentro de mim.

Manu Kelé!

Meu interior

A poesia se esvazia
Quando o sentimento não flora
Mas agora ela é jardim
Pois você está em mim
Perfeita flor
Que coloriu o meu interior
De carinho e bem querer.

Manu Kelé!

Beleza e amor

Te olho com a alma e só enxergo beleza e amor!

Manu Kelé!

Neguinha

Neguinha de azeviche
Olorum me disse
Ñão existe ninguém
Mais linda que tu

Que faz o mar molhar o sol
O céu brilhar
Cantar de amor

Que faz vibrar essa emoção
No coração essa energia
Gostosa demais

Que traz ancestralidade
Sol que reluz
A força desse afoxé.

Manu Kelé!



segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

Será?

Que tudo que é visto pela a lente do amor é lindo?
Que Deus nos criou pra nos ver sorrindo?
Que vem da alma toda inspiração?
Que perdoar melhora o coração?
Que sol nasce para melhorar a nossa vida?
Que fazer o bem é a melhor saída?
Que o silencio pode te ajudar?
Que autoconhecimento pode aumentar a sua paz?
Que o mundo um dia será capaz de dividir toda riqueza?
Que o nosso interior vai ser olhado como a maior beleza
Que a gente possa ter?

Manu Kelé!

Encantar o amor

A chuva esfriou as estrelas
Mas não apagou a alegria da noite
Desse poema
Solto leve lindo
Que está sorrindo pra vida
Com a verdade de quem nasceu duas vezes
E tem no coração a missão
De melhorar o mundo interior
De todo aquele que acredita e sempre acreditou
Na poesia como magia de encantar o amor.

Manu Kelé!

Ilusão

O amor nunca é ilusão
Quando ele toca o coração de verdade
Não tempo ou idade pra acabar.

Manu Kelé!

Janaína

Ai Janaína, mãe das águas
Que inspiração traz o teu mar
Nas cores de amar velejo
No vento do mar te vejo
Noites claras sem fim
Encantamento em mim
Emoção
Paixão
E viva a mãe das águas
A estrela guia do meu coração.

Manu Kelé!

De em poesia

De poesia em poesia
Vou tecendo harmônia
Apaziguando palavras
Iluminando pensamentos
Diminuindo lamentos
Aumentando a proximidade com Deus.

Manu Kelé!

Obrigado

Obrigado
Por nada
As palavras são suas
Já  estavam nas ruas do meu sentimento
Sopradas no tempo do meu bem querer.

Manu Kelé!