sábado, 5 de dezembro de 2015

Sol da palavra

O sol da palavra secou o silencio
Choveu inspiração 
No coração brotou flor 
O amor cresceu fruto maduro 
De bom gosto puro sabor
O teu calor acariciou o mais profundo da minha alma
E na calma poesia em que a paixão se refaz
Dormi sorrindo e sonhei a paz.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário