terça-feira, 30 de junho de 2015

Lua

Se eu fosse lua
Seria Crescente na tua presença
Minguante na tua ausência
Cheia e nova a cada beijo teu.

domingo, 28 de junho de 2015

Sonhar

Meu amor
Molhado de mar
Com cheiro de azul
O mel da sua boca
Me faz abelha rainha
Prainha Beberibe Canoa
Seriam bom lugar pra te amar
Sonhar é o primeiro passo pra voar
Minha poesia me faz passarinho
Meu ninho está sempre pronto
Esperando por ti.

Manu Kelé!

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Melhor sol

Quero poesia
Que não conte palavras
Que não perca o sentimento
Que não vulgarize o tempo
Quero poesia
Que tenha liberdade como horizonte
A sensibilidade como mar
O amor como melhor sol.

Manu Kelé!

terça-feira, 23 de junho de 2015

Labirinto de prazeres

Recorto palavras
Monto pensamentos
Labirintos de prazeres
Novelos de carinhos
Fios de calor
No raiar do dia
Minha guia
É a serenidade do teu amor.

Manu Kelé!

segunda-feira, 22 de junho de 2015

Coração de Deus

A luz da palavra
Apaga o medo
Colori a poesia
Ascende o verbo
Faz pulsar
O coração de Deus!

Manu Kelé!

quinta-feira, 18 de junho de 2015

Beijo do tempo

No céu das palavras
Carneirinhos ao vento
Cheiro de azul
Gosto de mar
Beijo do tempo
As cores do verbo silenciam
Para ouvir o amor de Deus.

Manu Kelé!

Palavras iluminadas

As palavras iluminadas se transformam em estrelas no céu do pensamento!

Manu Kelé!

quarta-feira, 17 de junho de 2015

Poesia forte

Amanheço no seu pensamento
Poesia forte
Sorte felicidade
Te aqueço corpo e alma
Com a calma de sentimento por inteiro
Com o luzeiro da poesia
Porto seguro das nossas vidas.

Manu Kelé!

terça-feira, 16 de junho de 2015

Sei não viu

O cheiro das palavras
O gosto da noite
O grito das estrelas
A luz do teus olhos.

O cheiro do verbo
O gosto do dia
O silêncio da lua
O som da tua âurea

A cor dos sentidos
O tom do gemidos
O gosto do telhado
A leveza do teu nome

O voo do azul
A poeira do sol
A musica do mar
A calma de amar.

Manu Kelé !

domingo, 14 de junho de 2015

Me espera

Me espera
Que eu voltarei poesia
Cores do amanhecer
Calor do sol
Musica suave

Me espera
Te darei palavras
Carregadas de um verbo verdadeiro

Me espera, serei por inteiro
Imenso mar de amar!

Manu Kelé!

Corpo e alma

Chuva mansinha no telhado
Frio gostoso de sentir
Coração tranquilo
A voz do tempo soprando forte no coração
O sentido  profundo da simplicidade
A poesia vivida em corpo e alma.

Manu Kelé!

segunda-feira, 8 de junho de 2015

O silêncio

O silencio das estrelas
Acalanta a noite
Musica suave
Poesia sem fim 

O brilho da noite
Atrai o sono
Adorna o sonho
Engrandece o viver

A boca da noite
Sopra teu nome em verso
Deixa libertado o verbo
Pra o teu sonho colorir

Manu Kelé!

quinta-feira, 4 de junho de 2015

Segredos do verbo

Me recolho ao meu ninho de palavras
Ouvindo o vento suave que guia as nuvens
Oh cigano pensamento seminômade
Onde será que vai pousar esse amor?
Como desvendar esse mistério?
Será que é descobrindo os profundos segredos do verbo?

Manu Kelé!

Sorriso delírio

Quero plantar
Semente palavra
Colher verso suave
Cheiro de jasmim
Verbo colorido
Teu sorriso de lírio
Beleza de ascender o sol.

Manu Kelé!

Aberto ao amor

Meu coração quer poesia
Gosto de chuva
Uva maçã melância
Meu coração quer magia
Saudade boa inspiração
Canção de Milton
Melodia imprevisível de Egberto
Meu coração está aberto para o amor.

Manu Kelé!

quarta-feira, 3 de junho de 2015

Tuas cores

Na tarde quente
Coração flutuado
Poema aflorado de saudade
Arde no verbo um silencio de doer
O que fazer com a poesia calma que invade a alma?
Querendo saciar-se das tuas cores?

Manu Kelé!