domingo, 31 de janeiro de 2016

Transpiro estrelas

Respiro a noite
Transpiro estrelas na alma
O que me acalma
É saber o sol já vem
Todo feliz com o seu calor
Consagrando para a humanidade
Todo o amor de Deus.

Manu Kelé!

Legal

Ler os sentidos
Exibir as emoções
Gostar de viver
Amanhecer sol de poesia
Libertar-se de amor.

Manu Kelé!

Inspiração constante

Minha inspiração constante
Bebe cores dissonantes
Na fonte do amor
Das palavras calor
Da sensibilidade lição
Da vida emoção
De sentir esse dom
Tão bom
Presente de Deus.

Manu Kelé!

Sol do meio dia

O sol das palavras
Anuncia o dia
De um poema que nem amanheceu
Mas de tão quente marca meio dia
Relógio maluco da inspiração
De um poeta de coração voado
Nas asas de alegria e loucura.


Manu Kelé

Verdade

O amor de verdade
Vence tempestade
Calmaria vendaval
Preenche por inteiro o coração
Se completa com o humano perdão
Se refaz na construção do ninho
De carinho e comunhão.

Manu Kelé!


Pétalas de alegria

Não cultive desilusão no seu coração
É melhor deixar brotar uma flor de poesia
Que tenha macias pétalas de alegria e amor.

Manu Kelé

Além

Além do arco-íris
Só as cores da tua beleza
Certeza de fazer vibrar poesia
Magia de encantar palavras
Suavidade de parar o tempo
Que ascende o calor da inspiração
Perfuma a minha emoção
Que faz todos os meus sentidos voar.

Manu Kelé!

sábado, 30 de janeiro de 2016

Tudo vai dar certo

Em meio a tanta desilusão
O amor continua sendo a razão
Que acende a esperança
De que tudo vai dar certo!

Manu Kelé!

Tanto tanto

Gosto tanto de gostar de você que acordo e durmo respirando esse bem querer!

Manu Kelé!

Sinto

O destino a poesia
A vontade de te ver
A viagem a magia
Desse nosso bem querer

Vibro cores
Ascendo estrelas
A certeza do luar
Sinto a linda melodia
Da suavidade de te amar.

Manu Kelé!

Pobre poeta

Quando não controlo os sentidos por tua falta
Ela arde na saudade
Doí no verso
Me torno confesso
Sem explicação da razão ou ciência
Pobre poeta necessitado
Da tua presença.

Manu Kelé!

sexta-feira, 29 de janeiro de 2016

Do começo ao fim

Me sentindo
Leve zen
Pois o que impera em mim
Do começo ao fim desse poema
É o amor.

Manu Kelé!

Sublime amor

Sopro palavras no ar da inspiração
Elas voam querendo ocupar teu coração
De emoção e calor
De energia positiva
De serenidade ativa
Do mais sublime amor.

Manu Kelé!

Harmonia

Somos em nossa natureza harmonia e paz
E o que nos faz sair do caminho ?
Flores são suavidade e espinho
Assim somos nós
Existem dois bichos em nosso interior
Um manso  outro violento
Aquele que você der mais alimento sobreviverá
E tomará conta da sua natureza.

Manu Kelé!


Tamara

Tantas palavras
Amanhecem poemas
Mas algumas delas ascendem o sol
Amor
Revelação de ser luz
Assim é Tamara!

Manu Kelé!

quinta-feira, 28 de janeiro de 2016

Altas horas

São altas horas
De um tempo feliz
Que diz:
Melhores palavras virão
Enquanto meu coração continuar sereno
O mundo será pequeno pra caber as poesias
Que revelarão a imensidão do meu amor por você!

Manu Kelé!

Vento da poesia

Do vento da poesia
Palavras de gratidão
Pois meu coração
Tenta ser bom menino
Tem nele um ninho
Uma fonte de calor
Um dom divino
Que pulsa amor.

Manu Kelé!

Uma estrela

Meu pensamento se elevou a uma estrela
Que derramando sua luz
Me tocou com o seu calor
Ativei um pensamento positivo
tornando ativo meu crescente amor.

Manu Kelé!

De bem com o meu bem

Estar de bem com o meu bem
É melhor poesia
Colori o dia
Alegra as palavras
Conserva a harmonia
É magia da paz
Me faz sorrir ao enfrentar
Em qualquer lugar
Até mesmo as piores dificuldades.

Manu Kelé!

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

Desejo

Depois de passadas horas
Em estado de êxtase
Suaram gotas de chocolate
Entrelaçaram-se curtindo eternos beijos
Jogados ao céu da emoção voaram de amor
Os corações disparavam em deliciosa poesia.

Manu Kelé!

Girou girou

Um poema girou a noite quase toda no meu juízo
Depois de entontecer todas as palavras
Caí no chão da inspiração sem conseguir dizer nada.

Manu Kelé!

terça-feira, 26 de janeiro de 2016

De lírio de saudade

Não consigo pisar os pés no céu
Girar as horas em contratempo
Nem apagar o vento
A saudade que invento
Gira nas horas contrárias a minha alegria.

Manu Kelé!


Nem asas

Ela nem asas pra mim
Eu passarim cantante de paixão.

Manu Kelé!

Eu borboleta

Eu borboleta sobre tuas fases
Crescente cheia nova
Sem palavras de sentir-me lua
Numa noite nua da tua presença
Sou cheia de verso
Mas confesso
Quando a saudade é grande
Minhas cores não conseguem voar.

Manu Kelé!

Nesse verso

O meu amor é do tamanho do universo cabe nesse verso e no teu coração!

Manu Kelé!

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

Sua paixão

Boa sorte na sua paixão
Que os corações se encontrem
Que vibrem de emoção
Que o sol seja o bem querer
Que o céu seja a inspiração
Que as estrelas desse lindo amor
Iluminem toda a imensidão.

Manu Kelé!


Quando fevereiro chegar

Quero que chegue fevereiro
Pra curtir por inteiro
Esse azul que faz sorrir o céu
Retirar o véu das palavras
Ancorar o mar da emoção
Com todo meu coração
Fazer você acreditar
Que o meu amor
Desde a primeira inspiração ao te ver
Foi e continuará sempre pra valer.

Manu Kelé!

Perdoar

O perdão é dizer não a diminuição da sua luz interior
Perdoar é dar ao amor a oportunidade de se refazer
De crescer plenamente em iluminação 
Na alma e coração.

Manu Kelé!

Aprendo

Pensado em ti
Voa coração
Pousa inspiração
Acalmam-se as palavras

Pensando em ti
Enxergo cores
Desperto amores
Me sinto poeta

Pensando em ti
Vivo poesia
Desperto magia
Aprendo a te amar.

Manu Kelé!

domingo, 24 de janeiro de 2016

Som do coração

Gostar de você
É azul do céu clarinho
É nuvem de carinho
É sol do entardecer

Gostar de você
É doce poesia
É misteriosa magia
É som do coração

Manu Kelé!

Tá bonito

Friozinho
Chuvisquinho
Do céu o carinho
Sorriso molhado da noite
As estrelas banhadas de alegria
No nordeste desse país
É festa quando o povo diz:
Tá bonito vai chover.

Manu Kelé!


A luz interior

A luz do teu interior
Independe de religião
É ação da tua consciência
Controlar o coração
Bendizer os teus sentidos
Aguçar teus ouvidos
Encantar os sons
Daquele que tem vários nomes
Que se manifesta em  surpreendentes formas
Que não está preso a normas
Mais que é superior
É a melhor das energias
E os sentimos no amor.

Manu Kelé!

sábado, 23 de janeiro de 2016

Quer?

Quer uma estrela?
Hoje o mar está repleto delas
De luzes variadas 
Cores cintiladas 
Pontas a brilhar

Quer a lua?
Vai na rua 
Abre a porta 
E deixa ela entrar 

Quer o céu?
Respira o azul dessa poesia
Descobre a magia 
Que inspiração te dar

Quer o sol ?
Só acordar amanhã cedinho
E abraçar a sua luz quando ele acordar.

Manu Kelé!

Poesia platônica

Essa poesia platônica
Não tem ideia do que é capaz
Se refaz a noite inteira
Pensa a maior besteira
Viaja doce paixão
Se desfaça de emoção
Faz meu sentido voar
Coloca meu amor nos ares
Capta teus olhares
Me deixa sem respirar
Mas quando chega a razão
Desfaz a inspiração
Só não faz  o meu coração
Parar de tanto te amar.

Manu Kelé!

Poesia da paixão

Quando vejo o brilho dos teus olhos
Poesia da paixão
Sinto uma linda paz chegando
Dentro do meu coração
Para os teus dias  flores
Estrelas no anoitecer
A minha vida é sempre festa
Estando perto de você

Quando sinto tua beleza
Sol da minha inspiração
A felicidade reina  em toda a minha emoção
Quero sempre o teu bem
Um melhor jeito de te amar
Eu te gosto tanto tanto
Imenso como o céu e o mar.

Manu Kelé!

E a lua vai sair?

Toda vestida de prata e luz
Crescente beleza poética
Profética sensibilidade do criador
Que nos amou tanto a ponto
De nos conceder tão magnifico presente
Que faz contentes apaixonados lépidos de amor
Degustantes do calor e delicadeza desse astro de extrema realeza.

Manu Kelé!

Azul degradê

A chuva foi e a saudade ficou num azul tão degradê capaz de refletir a minha crescente tristeza!

Manu Kelé!

Diz

Um claro dia
O sorriso do sol
Um rouxinol feliz
A vida diz
A escolha do amor
Transforma o impossível
Em propagação do bem.

Manu Kelé!

sexta-feira, 22 de janeiro de 2016

Mar de bem querer

Teu olhar é o oceano
Que o meu amor quer navegar
Viajar todo carinho
Aportar ninho e paixão
E ao longo do meu viver
Vou ilhar teu coração
No mar do meu bem querer.

Manu Kelé!


Lembrança

O poema acontecia na rua
Nu de maldades
Coberto de desejos verdadeiros
Conversas inocentes
Contentes enamorávamos
Entre olhares sorrisos leveza
Certeza que refletia inconsciente amor
Mas seja como for
A memória gravou no tempo
E o vento da saudade arde a lembrança
Dessa dança de carinho e emoção
Que embalava nosso coração.

Manu Kelé!

Relax baby

Relaxe as palavras
Deixe-as soltas
Ao leu da inspiração
Que o coração do verso
Vai pulsar de emoção
Amar a liberdade
Alçar suavidade
Voar de beleza.

Manu Kelé!

Boa sorte

Boa sorte 
Que o norte da tua vida seja repleto de felicidade
Na verdade o amor sempre foi o melhor sentimento 
Então não adianta lamento 
Toque a vida em melodia crescente
Respire as oportunidades contente
Não seja indiferente ao irmão 
Pois seu coração precisa de paz
E a paz é a gente faz 
Primeiro em nosso interior 
Depois contagiaremos o mundo inteiro com seu calor.

Manu Kelé!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Tá caindo fulô

Tá caindo fulô
Nesse verso
De preto velho
Benção de Orixá
Onde há energia positiva
Nego vai chegar
Enfrentar muitas demandas
Pras energias melhorar

Tá caindo fulô
Do céu na terra
Nossa jornada não se encerra
A mãe temos que seguir
Parte dela já está aqui
Encantados e viventes
Juntos somos contentes
Corrente oração
Em nossa fé a libertação.

Manu Kelé!

A hora flora

A hora que flora agora
É de total relaxamento
Descanso do tempo
Poesia vazia de pressão
Repleta de toda inspiração.

Manu Kelé!

Parte da minha vida

Você faz parte da minha vida
A minha inspiração atrevida
Quer muito a tua paz
Faz poesia com o ar
O vento
O  sol
Pensamentos em bemol
Versos tortos soltos no universo
Te peço só paciência
Pois nem tudo que poeta inventa
Flora em todo coração.

Manu Kelé!

Sol dessa poesia

As palavras abrem janelas
Corações versos panelas
As palavras fecham o tempo
Pintam o sol acalmam o vento
As palavras dormem sonhos
Acordam versos
As palavras florescem jardim
Fazem calma em mim
As palavras anoitecem
Rejuvenescessem estrelas
As palavras anunciam a magia
Do sol dessa poesia.

Manu Kelé!

Meu ninho

Na poesia do meu coração
Vibra essa  canção
Querendo anunciar:
Você é linda
Como a brisa que acalma o sol
Melhora os momentos dessa vida.

Bordo flores na inspiração
Se sinto  emoção do teu carinho
Vou colorindo noites de luar
No céu do teu amor quero meu ninho.

Manu Kelé!

quarta-feira, 20 de janeiro de 2016

A sabiá

A sabiá subia solta ao léu do céu
Voava voz foz rio do verso
Pousava ousava cores lindas
Embelezava frieza concreta da reta cidade triste.

Manu Kelé!

Reflexo do amor de Deus

Flutuante estrela do céu
Véu de beleza e luz
Conduz a minha vida 
Ilumina a minha alma
Acalma as minhas angustias 
Diminui o meu medo 
Me ensina a amar
Sem me apegar 
Nem vibrar interesse 
Liberta meu coração do egoísmo
Pois preciso brilhar como você
Lindo reflexo do amor de Deus.

Manu Kelé!

terça-feira, 19 de janeiro de 2016

Tudo que uni o verso

Não quero palavras jogadas ao ar
Quero poema pousado na mansidão do teu olhar
Outdoor escrito em letras garrafais:
Os poetas de certo modo são pessoas normais
Quando vibram paixão
A emoção ultrapassa a imensidão de tudo que uni o verso.

Manu Kelé!

Estrelinha

Estrela estrelinha que brilha de desejo 
Tu recebes toda manhã beijo do sol
Nas noites o carinho da lua
Agradeço profundamente
A tua excelente luz
Que me conduz a um estado de paz
A felicidade se faz pra quem sabe ser!

Manu Kelé!

Cinquenta por cento

Quando a intensidade do que sentimos é maior do que as palavras é bem melhor fazer o outro sentir do que ficar falando apenas dos 50% da intensidade do que toca a tua alma!
Manu Kelé

Oceano

A chuva caí
Deixando o seu gosto
Em todos os sentidos
Inspirando o intimo dessas palavras
Que escorrem mar a fora da inspiração
Em um oceano de esperança
A festança no céu iniciou
Quem sabe Deus pode ter chorado a alegria do seu amor por nós!

Manu Kelé!

Poemas loucos

Prefiro os poemas loucos ...
Aos poucos vou passando essa minha inclinação para as palavras!

Suavidade do universo

Essa canção é pra dizer
Do bem querer
Que está em mim
Ele chegou assim tão lindo
Como o nascer do sol sorrindo.
Coloriu minha vida
Fez voar meu coração
Na na imensidão do amor
As palavras que movem esse verso
Vem da suavidade do universo.

Manu Kelé!

segunda-feira, 18 de janeiro de 2016

domingo, 17 de janeiro de 2016

Olhos da noite

Nos olhos da noite
Brilham estrelas
No céu da inspiração
Você reluz
E conduz a musica do meu coração
A suave condição de felicidade.

Manu Kelé!

Essência

Sentir as coisas em milésima potencia é atingir a essência extrema da poesia.

Manu Kelé!

Imperfeitos

Somos mesmos imperfeitos
Não conseguimos controlar os sentimentos
Então há momentos vulneráveis
Outros adoráveis bom de se viver
Mas o melhor de  tudo é saber
O amor verdadeiro
Não tem janeiro nem dezembro
Não se perde no tempo
Se encontra no desapego
Se completa na extrema liberdade
De querer a realidade da felicidade do outro(a).

Manu Kelé!

sábado, 16 de janeiro de 2016

Orgulho

O silencio faz bem a alma
Principalmente quando
Você quer enaltecer o seu ego
Disparar o seu orgulho.

Manu Kelé!

Dominado

Desde que a poesia assumiu lugar supremo na minha inspiração fiquei completamente dominado pelas palavras!

Manu Kelé!

Nenhum

Nenhum poema em palavras consegue dar conta do verso visual céu bordado de estrelas do sertão!

Manu Kelé

Poema do anoitecer

As estrelas abrem os olhos para noite
Começam a enxergar a poesia da lua
Que aprece nua no céu
Luz e suavidade no seu corpo sedutor
Esplendor de emoção
Coração pulsante do planeta
Regente da paixão.

Manu Kelé!

Que poesia?

Que poesia poderia sentir o azul
A extrema calma do céu
Ao entardecer
Arder palavras em pleno por do sol
Que poesia poderia ascender estrelas
Numa noite de lua na sexta-feira
Que poema sem eira nem beira
Poderia flutuar natureza a fora
Com a demora do amor eterno de Deus?

Manu Kele!

Pó de palavra
    Poeira de verso
Confesso a falta de inspiração
Mas é que meu coração está parado em ti.

Manu Kelé!

Minha sereia

Minha sereia
O que faço agora?
Sem demora
Dominastes a minha inspiração
Essa canção poesia
É magia da tua beleza
Certeza do teu domínio

Minha linda sereia
Não vou me redimir
Com arte vou reagir
Usando minha emoção
Encantarei o teu coração
Com o mar do meu amor.


Manu Kelé!


sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Sentidos

A grande magia da poesia está nos sentidos que ela consegue despertar na sua alma.

Manu Kelé!

Quero amar

Quero amar
         Quero amar
Quero amar
          Sem parar
Até outra dimensão
                   Me transformar em pura poesia.

Manu Kelé!

Os sentidos do amor

Não existe nada mais positivo do que os sentidos do amor em nossos corações!

Manu Kelé!

Musa

Me sinto limitado de palavras nesse infinito
Universo
        Sem conseguir expressar a imensurável
        Arte da tua beleza!

Manu Kelé!

quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Energia

Toco o vazio
Com nenhuma palavra
O preencho com sentimento
O vento
O tempo 
Levarão até você essa energia
Que me contagia de bem querer.

Manu Kele!

Deixa o vento levar

As palavras que devem ficar no coração são todas as que fazem bem a sua vida o resto pode deixa o vento levar!

Manu Kelé!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Fazer dormir o sol

O sol da tarde estava bordado de róseo
Existe cor mais linda pra um entardecer?
Na cabeça "Você você"
(...) Que roupa você veste que anéis com o que você me toca
Que bicho feroz são seus cabelos que a noite você solta?(...)
Volta e meia sou criança como todo geminiano
E fico nos planos de contar carneirinhos
Lembro de ouvir os sons de carinhos da minha mãe cantado pra eu dormir
(...) A velha debaixo da cama a velha criava um gato(...)
De fato infância e poesia nunca se distanciam
As poesias de Manoel de Barros se acariciavam de lembranças dele criança
A dança na memória
A Gloria da poesia
É imaginar o impossível
De fazer dormir o sol
De Distrair o pensamento com o som maravilhoso de Ray Chales
Até desencantar os males da vida.

Manu Kelé!

Cota do dia e do ano

A louça em casa da cria
Coitada da pia já não aguenta mais...

Manu Kelé!

De lírios

De lírios
Flores que pensam :
Gostar de você é  tão sem fim 
Que pra sempre vou te florar dentro de mim.

Manu Kelé!

terça-feira, 12 de janeiro de 2016

Estado de poesia

O estado de poesia que você me faz provar
                         Move
      Água
                Terra
Fogo
            Ar
Elementos                essenciais
Formadores      das      energias           vitais.

Manu Kelé!

Leminski

Na sandália duas folhas de outono
Os sentidos de Leminski faziam quatro estações.

Manu Kelé!

A tua saudade

A tua saudade de mim
É felicidade sem fim
Sensação que faz meu coração vibrar paz.

Manu Kelé!


Cores da minha mãe

Quando não sabia que a África está em mim desejava ser branco
Agora
Em plena consciência
Aprendi
Tenho na alma plena negritude desenvolvida pela atitude de internalizar cada vez mais todas as cores da minha mãe!

Manu Kelé!


Cor

A cor de certos perfumes me causa enxaqueca
A cor da manga caí bem na minha pele
A cor do vento sopra sobre nós
A cor dos teus olhos coloriu a minha inspiração
A cor das palavras virou emoção
A cor do pensamento invadiu-se de paixão
A cor da ilusão se apagou na cor da verdade do amor.

Manu Kelé!

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Palavras a dentro

Olho palavras a dentro
Refletindo  sentimentos
Ponderando emoções
Renovando  calma
Poetizando a alma
Internalizando paciência
Bordando elevação
Melhorando o coração
Florescendo felicidade.

Manu Kelé!

Vida e poesia

Entre a vida e a poesia prefiro as duas até que a morte nunca nos separe!

Manu Kelé!

Viva

Viva a inspiração causada pela beleza que só o amor consegue traduzir!

Simplesmente

Você é simplesmente linda
Simplicidade que me fascina
Arte do universo que ensina
A poesia de Deus.

Manu Kelé!

Flores no cabelo

Sonhei com flores no cabelo
Lembrei de Iemanjá
Rainha do mar
Mãe das águas
Já é quase fevereiro nesse poema sem tempo
O vento sagrado
O encanto do amor
Deixa minha alma com sabor de mar
O melhor que há na poesia
É essa doce magia de nos fazer voar
Céu a dentro dos sentimentos que os sagrados nos permitem encontrar.

Manu Kelé!

domingo, 10 de janeiro de 2016

Simples

Sonho colorido
Viagem do sentido
Céu de girar sol

Real amor
Suave calor
Mar de carinho

Vida dimensão 
Nosso coração 
Toda poesia

Manu Kelé!

Arte do bem querer

flor da pele
Regada de alegria
Lágrima que contagia
Inspirações sonhos carinhos
Várias formas de amar
Pro coração que acolhe
Palavra poema inspiração
A suave criação
Linda arte
Do Bem querer.

Manu Kelé!

Revelação

Tempo revelação
Espelho Construção
Alma imagem
Dimensão passagem

Tempo invenção
Verdade coração
Amor paciência
Fome ciência

Tempo inspiração
Cidade emoção
Espirito suavidade
Compromisso paternidade.

Manu Kelé!

Nessa noite

Nessa noite estrelada
Enluarada de poesia
Quero a doce magia
A luz da tua emoção

Despertar a inspiração
Me banhar nas cores do mar
Viver os sentidos de amar
Da melhor forma que for

Nessa estrelada noite
Vou bordar o verso mais lindo
Pra deixar teu coração sorrindo
Fazer dançar a felicidade no ar.

Manu Kelé!



Três horas

Três horas da tarde
Por toda parte do universo da minha inspiração
Pulsa uma forte sensação de amor
Capaz de me elevar
Levar meu pensamento
E no mais encantado vento
Soprar o mesmo sentimento no teu  lindo coração.

Manu Kelé!

Linda inspiração

Não consigo controlar a minha poesia
Que brinca comigo e faz voar os meus os sentidos
Se conseguir chegar ao teu coração
É porque floresceu boa palavra
Das que movem sentimentos verdadeiros
Das que revelam emoção por inteiro
Que causam a melhor sensação
De bem querer na nossa
Minha tua linda inspiração.

Manu Kelé!

sábado, 9 de janeiro de 2016

Lépidos de esperança

O dia amanheceu lindo
Deus sorrindo lágrimas de emoção
Com a inspiração molhada de alegria
Vamos curtindo essa maravilha sonora
Que desde agora contagia os corações da cidade
Então devemos festejar essa verdade:
A chuva é um dos poema concretos
Que nos deixa certos do amor divino e lépidos de esperança
Pois dias melhores ainda virão.

Manu Kelé!

Poema louco

Estamos juntos
Mesmo carinho
Amor afeição
De coração e alma

Juntos estamos
Nos gostamos de graça
Na rua na praça
No universo desse poema loucamente
Confesso de bem querer.

Manu Kelé!

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Doçura

Suavizo palavra
Encanto estrela
Giro lua minguante
Sou dissonante rima
Palavra suavizo
Estrela em canto
Rima dissonante sou
Minguante em lua giro
Tenho plena afinação com a loucura
Bem como com toda doçura do verbo amar.

Manu Kelé!

Mar da inspiração

No mar da minha inspiração
As ondas do teu carinho
Movem a minha alegria
Contagiam o sol do meu amor
Dão calor e vitalidade
Pra construção da minha plena felicidade.

Manu Kelé!

Sem tempo

O relógio parou
Meu poema nem continuou
Mas bem na verdade queria mesmo era esquecer todo tempo desse verso.

Manu Kelé!

Levito

Ouço tuas palavras e levito
Evito um infinito a voltar dessa viagem
Não é bobagem
Na verdade é que não existe nada melhor entre o céu e a terra do que nos sentirmos amados.

Manu Kelé!

Flor bela


Flor tão bela flor
Poesia do amor de Deus
Dou asas aos versos teus
De cores perfume 
Nas noites sou vaga-lume
A sentir tua canção
Sorrindo no céu da inspiração.

Manu Kelé!

Meu bem meu zen

Meu bem
Meu zen
Fico bem
Só de pensar em você
Tão bom te ver
Que a inspiração
Faz a festa
Na poesia tão certa das cores do teu olhar

Meu bem  meu zen
Voo na tua beleza
Pouso a suave certeza
Do imenso mar de te amar

Manu Kelé!

Sabiá

Canta sabiá a liberdade
Versa sem falsidade
A encantadora missão
De adornar meu coração
Com a tua suave poesia.

Manu Kelé!

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

Ponta de uma estrela

Se a minha poesia não conseguir alcançar o teu coração vou subir até a ponta de uma estrela e gritar o teu nome pra o universo inteiro ouvir!

Manu Kelé!

Transfigurado

Poesia é o nada transfigurado em sentimento e por eternos momentos é capaz de arrepiar as cores da alma!

Manu Kelé

Gostar de você

Impossível mesmo não gostar de você
Que surgiu como estrela
E conduz a minha inspiração
Pra o céu do coração das palavras

Não gostar de você é mesmo impossível
Perceptível sentimento em mim
Pois fico assim sempre meio tonto de alegria
Com uma sensação de borboletas no estomago.

Manu Kelé!

Tudo e nada

Nada na folha
Nenhuma palavra
Nenhum sentimento
Branco silencio
E o vento frio da inspiração vazia

Tudo na folha
Palavras sem fim
Todo sentimento
Som do coração
E o vento quente da inspiração de amar espalhada por todo lugar.

Manu Kelé!

Ser feliz

O calor da tarde
Arde nas palavras
Com suavidade
A graça de sentir
Ver as cores
Curtir os sabores
Café
Tapioca
Pipoca fofoca familiar
O ar traz poesia
Magia na vida
De quem consegue de forma simples ser feliz

Manu Kelé!

Céu do teu coração

A melhor poesia da noite acontece quando me faço estrela na tentativa de conseguir brilhar em algum pedacinho do céu do teu coração.

Manu  Kelé!

Redundante

Redundantemente
A terra é redonda
O amor é poesia
Eu   jamais saberia
Quanta estrela caberia
No céu do nosso bem querer.

Manu Kelé!

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

O tempo cura

O Tempo cura quase tudo até esse poema torto quase perdido de tanta falta de inspiração a salvação é que ele pulsa amor no coração das palavras!

Manu Kelé!

Agudas palavras

As agudas palavras desse poema quase estrela
Brilham na brincadeira de fazer você lembrar
Da noite mais enluarada e linda que você viveu no sertão!

Manu Kelé!

Sol inspiração

Quase meia noite no poema
As palavras já estão cansadas
Querendo dormir
Sonhar lindo verso
Voar emoção
Reacender o fogo do amor
Renascer novo sol inspiração.

Manu Kelé!

Sem sentido

O olho d´água é cego
A boca da noite não morde
A barra do dia não tem código
O alto mar é fundo
O buraco negro é profundo
O nascer do sol não doí na barriga da terra
A lua cheia não tem água
A coxia da rua não ascende
A cabeça de alho não pensa
As nebulosas não chovem
O céu da boca nunca teve estrelas.

Manu Kelé!

Lucidez

O silêncio é poesia fortemente capaz de trazer a tona a lucidez!

Manu Kelé!

Poesia e amor

Nosso entrelaço
Não marcava hora nem dia
Os segundos batiam esquecidos
Nos corações aquecidos
De poesia e amor!

Manu Kelé!

Uma palavra

Se toda poesia do mundo derretesse igual a chocolate gostaria mesmo de me deliciar com o sabor de uma palavra: Amor!

Manu Kelé!

Fogo da razão

As lágrimas não secam o amor apenas esfriam com sentimentalidade o fogo da razão que tenta a toda hora apagar o brilho intenso da paixão duradoura ou fugaz!

Manu Kelé!

segunda-feira, 4 de janeiro de 2016

Lógica

Contar estrelas nunca foi tarefa fácil para matemáticos,
A normalidade é estagio quase impossível de ser vivido pelos poetas,
A ciência explicaria as dores da paixão?
Sei nada não poesia é desinventar toda lógica da razão!

Manu Kelé!

Amizade colorida

As cores da amizade
Eram de verdade
Vermelho maçã
Verde esperança
Azul de fazer dança no céu

As cores da amizade
Eram de amor
Amarelo sol
Róseos beijos
Vermelhos desejos

As cores da amizade
Fluíam emoção
Do som do coração
Colorida áurea de bem querer.

Manu Kelé!

Verso na rua

Ponta de estrela
Gosto da noite
Som do coração

Sorriso da lua
Verso na rua
Doce emoção

Poeira do azul
Céu de carneirinho
Luz do carinho
Suave amor.

Manu Kelé!

Sonho poesia

Sonho poesia
Corpo borboleta
Palavras coloridas
Lindas margaridas
Jardins suaves

Sonho poesia
Sons das cores
Luz dos amores
Poema liberto.

Manu Kelé!

Por causa do amor

Poesia é tentar representar com palavras as cores geradas na alma por causa do amor!

Manu Kelé!

domingo, 3 de janeiro de 2016

Luar do sertão

O luar do sertão
É o coração de Deus pulsando no céu
Luz em flor
Calor da poesia
É magia viva sem palavras
Emoção de silenciar todas as cores
Ciranda de acalentar os melhores amores dessa vida.

Manu Kelé!

Olhos de Deus

Era um voo cego
De fazer sentir a cor com a inspiração
O calor
na emoção
Toda visão estava na alma
E o azul era tão calmo quanto os olhos de Deus.

Manu Kelé!

O melhor da vida

O melhor da vida é amar
Sem amor 
O mar não tem cor
O coração 
Não tem razão de bater
O sol 
Não tem calor
O bom da vida 
Não tem sentido 
Acho mesmo que sem amor
Nem mesmo Deus tinha nascido.

Manu Kelé!