quarta-feira, 29 de maio de 2013

Templo de amar

Poema estrela,
Gotas da noite,
Lua sorrindo,
Musica no ar ...

Gosto do sonho,
Cor sentimento,
Suave voo,
Terra e mar...

Céu amarelo,
Dom dos teus olhos,
Alvorecer,
Sol e luar...

Dança das flores,
Terna amizade,
Áurea verdade,
Templo de amar...

segunda-feira, 27 de maio de 2013

Rosa

Sentimento Rosa
Vento perfume,
Lume estrela,
Cores do céu...

Rosa sentimento
Alimento poético
Dia profético,
Cantos do mar...

Sentimento Rosa
Som emoção,
Doce coração
Livre voar...

Manu Kelé!

domingo, 26 de maio de 2013

Ciência

Roçar flores na alma,
Perfume do sol,
Cores da terra,
Sorriso de caracol,
Festa da natureza...
Sentir perfume no som do vento,
Sonhos do tempo,
Acordar poesia,
Redimensionar a existência,
Ser paciência,
Ciência humanizada do impossível...

Manu Kelé!

Terra

Nas noites lua,
Encantada de energia,
No céu estrela,
Brilho e magia...

Nos dias sol,
Extremo calor,
Missão verdadeira
Findar a dor...

Quando terra,
Giro emoção,
É feito de azul,
O meu coração..

Manu Kelé!

sexta-feira, 24 de maio de 2013

Lençol

O chão, as pedras, a lua, as cores não querem mais ser simplesmente coisas. Mas retalhos de poemas coloridos que os poetas costuram e fazem lindo lençol de vestir encantos!
Manu Kelé!

quarta-feira, 22 de maio de 2013

Furacão

O meu olhar viajava pelo azul,
Era quase mar nos meus olhos,
Uma saudade salgada,
Deixava a boca seca de desejo do beijo teu!
O sol aquecia as águas verdes no infinito,
Eu continuava frio,
A paixão como um furacão,
Mexia com a minha alma,
Num movimento inesperado!

Manu Kelé!

terça-feira, 21 de maio de 2013

Brecha

A inspiração é uma brecha no juízo que abre as portas para que o impossível seja realizado!

Manu Kelé

Nó no silêncio

Coração de pedra voa?
A lagoa da lua é boa?
A boca da noite tem dente?
Rio de lágrimas afoga gente?
Quem costurou a barra do sol?
Quem rodou o girassol?
Quem criou as primeiras perguntas?
Quem colocou as primeiras letras juntas?
Quem embriagou de emoção o primeiro poeta?
Quem lhe ensinou a palavra certa?
Certo ou errado, não se tem reposta?
Dar um nó no silêncio é a melhor proposta!

Manu Kelé!

segunda-feira, 20 de maio de 2013

Tom maior

O Silêncio frio das estrelas, marca o inicio do som celestial! É vibração em tom maior do amor de Deus!

Manu Kelé

domingo, 19 de maio de 2013

Infinda transformação

Quase frio, quase quente,
Minha poesia demente,
Não tem saída...

Voa no chão,
Corre no céu,
Faz do azul um chapéu,
Escuta do verde uma canção...

Numa explosão carregada de agoras,
Minha poesia não tem horas,
É geográfica dança,
É tudo, é nada, infinda transformação...

Manu Kelé!

sábado, 18 de maio de 2013

Palavra luminosa

Palavra transparente,
Revelada lente da alma...

Palavra colorida,
Sol poesia calma...

Palavra luminosa,
Áurea emoção...

Palavra sentida,
Toca o coração...

Palavra viva,
De ascender sentidos...

Boas palavras,
Musica em meus ouvidos...

Manu Kelé!

Papel quase vivo

,

Subia ao céu em papel quase vivo,
Movida pelo vento das aventuras,
Gostava das alturas
Dançava sob a emoção...

Eu menino,
Poesia ação viver,
A magia de brincar,
Construia o meu ser...

Meus olhos coloridos,
Som do sol acalentando,
A natureza iluminando,
Toda viagem dentro em mim...

Manu Kelé!

Ponteiros molhados

O tempo escorre chuva de emoção,
Ponteiros molhados esfriam os segundos,
Tremulando num profundo azul,
A saudade doí alegre e triste,
Refletida no espelho da alma...

Manu Kelé!

quinta-feira, 16 de maio de 2013

Antes

Antes do sol,
Palavra apagada...

Antes da Lua,
Estrela amarelada...

Antes de poema,
Sentimento frio...

Antes do verde,
Era apenas rio...

Antes de mim,
Descolorida flor...

Antes de você
Eu não tinha amor...


Manu Kelé!


quarta-feira, 15 de maio de 2013

Poema azul

Nenhuma palavra me procurou,
Soprou cores,
Vibrou sabores,
Respirou pensamento...

Palavra alguma aconteceu,
Ventou mar,
Beijou ar,
Acalmou saudade...

Nenhuma palavra todo sentido,
O som do céu,
Todo véu,
Silêncioso poema azul...

Manu Kelé!

sábado, 11 de maio de 2013

Estou aqui

Precisando estou aqui!
Braços abertos,
Sol sempre quente,
Sementes flores amor...

Precisando estou aqui!
Universo em cores,
Corpo sabores,
Céu boa palavra...

Precisando estou aqui!
Podes contar,
Todas as estrelas,
Pra te iluminar...

Manu Kelé!

terça-feira, 7 de maio de 2013

Vou de Kombi

Vou de Kombi,
Alice e maravilha,
Vou seguindo a infinita trilha,
Natureza, sol, som e mar.
Vou de Kombi,
Navegando em cores,
Voo cultura,
Costumes bons amores.
Aventura pra registrar melhor,
O que o povo faz,
Com sangue e suor...

Manu Kelé!

Sabor

Quem sabe um sorvete
Sabor cajá,
Pra intensificar,
O beijo...

Quem sabe o som,
Mar, tua voz,
Pra despertar em nós,
Melhor sensação...

Quem sabe o céu,
Amarelada tarde,
Inspiração que invade,
Corpo e alma ...

Manu Kelé!

Praia

Vai, o tempo vai,
A tarde caí,
O vento sopra o teu nome.
Musica suave,
Clave de sol cochilando,
Notas navegando, verde mar.
Vem, o tempo vem,
Magia inspiração,
Com toda emoção,
O azul a me dizer
A praia é poesia
Bordada de prazer.

Manu Kelé!

Inexplicável

A poesia é o inexplicável expressado com palavras sentidas!

Manu Kelé!

domingo, 5 de maio de 2013

quinta-feira, 2 de maio de 2013

Pouca inspiração

Quero palavra calma que conquiste a alma e embale o coração, com tão pouca inspiração basta dizer: amor!

Manu Kelé!

quarta-feira, 1 de maio de 2013

1º de maio

No portão flores vermelhas,
Chuva fina nas telhas,
Maio começou.
Mês do trabalho, negociação,
Mas com tanta exploração,
Quero mesmo é descançar.
Enquanto a educação não melhorar,
Capitalista vai ganhar,
O lucro todo só pra sí.
Teremos que acreditar,
Um dia vai melhorar,
Não podemos desistir.
Devemos ter melhor salário,
Professor, médico operário,
Dona de casa agricutor,
Todo povo consciente,
Lutará de corpo e mente
Pelo fim da exploração.

Manu Kelé!