quinta-feira, 23 de dezembro de 2010

Depois a gente faz isso...

Depois a gente faz isso...
Pensa em palavras bonitas,
De afeto e interioridade,
Enquanto a cidade nos consome,
E leva toda inspiração.

Depois a gente faz isso...
Escuta o melhor disco
da nossa coleção,
Da um abraço no amigo
E um beijo no irmão.

Depois a gente faz isso...
Pensa menos no trabalho,
E vai juntando os retalhos
da energia que nos resta.

Depois a gente faz isso..
Faz toda dia uma festa
Aproveita tudo que presta,
E comemora com poesia.

Manu Kelé!

quinta-feira, 16 de dezembro de 2010

Céu Nublado

Céu nublado,
Dia feliz,
O mundo é quem diz,
É bom chover.

O frio
Traz o calor
Do bem amado,
O Grilo fica acordado,
Cantando a poesia da noite.


As flores
Abrem o sorriso,
O sol fica escondido,
Esperando novo dia.

Linda chuva
Doce esperança,
Eu quero como uma criança,
Nos meus sentidos te aproveitar.

Manu Kelé

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Madrugadinha

Madrugadinha
Pingar de estrelas,
Rede armada
Frio de dormir.
Abrir o sono,
Sonhar voando,
Cores seguras
Eu te abraçando.
Caminho feliz,
Pássaro verde,
Flor de alegria,
O Cheiro me diz,
O amor está aqui!

Manu Kelé

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

Cidade dos anjos

Cidade cinza,
Noite do desejo,
Poesia triste,
Lágrima de que resiste.

Velha e doce safra
De verso envelhecido,
Nascido da entranha,
Embebido no sentido.

Cidade dos anjos
Liberdade repartida
Beijo que demora,
Alegria renascida.


Manu Kelé!

Alma aberta

Alma aberta,
Música suave,
Delicioso dom de amar.
O mar do teu carinho
É bom de navegar.

Me perco nos teus braços,
Me encontro nos teus beijos
Na Geografia dos traços
Mergulho o meu desejo.


Teu olhar espelho da alma,
Cor de inspiração
O som da tua calma,
Faz vibrar meu coração.

Manu Kelé!

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

O som das palavras

 
 
O som das palavras poéticas,
pode fazer brotar nos corações,
Flores coloridas
Com cheiro de amor!

Manu Kelé!

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

Viveremos para amar

E se as cores dos teus olhos,
Brilharem nas minhas palavras?
Nascerá lindo  poema,
Em forma de canção...


As flores do jardim,
Cantarão de emoção,
A forma mais perfeita de sentir,
Estará no coração...

E se as cores dos teus olhos,
Espalharem pelo mar?
A natureza será feliz,
E como Deus sempre quis,
Viveremos para amar!

Manu Kelé!

O teu cheiro

Me preparo pra escrever,
Mas a mente se apaga,
A saudade rasga a inspiração,
O verbo doi na carne.

Um  sofrimento sem fim
Traz fogo nas palavras,
Penso nas cores da apagada noite,
Me transformo em silêncio.


Tudo em mim,
É tormento e solidão,
Meu coração pede poema,
Mesmo que seja apenas o teu cheiro,
Pra me fazer voltar a inspiração!


Manu Kelé!

domingo, 14 de novembro de 2010

Renovada vida

A noite vai,
As estrelas dormem,
O silêncio pede paz,
O gato no telhado,
Chora de amor,
Amados e amadas
Se entrelaçam
Num encontro sem fim,
Serafins cantam a felicidade,
Proteção e fogo nas paixões,
A energia do novo dia,
Renova a vida,
Ao nascer do sol
Aos olhos de Deus!

Manu Kelé!

quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Sereia

Uma flor no cabelo,
Cheiro de sereia,
Mar de mulher,
Ondas de desejo,
Sorriso terno,
No olhar as doces
E mágicas ondas do amor...
Seja como for,
Nasceu poesia,
E no dia a dia,
Se encanta
Pra fazer despertar versos
De palavra em palavra,
Faz vibrar os corações!

Manu Kelé!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

Simples beleza

Uma  poesia ,
Um som suave,
Teu rosto no meu,
Momento feliz.

Me diz te amo,
Abro a porta,
Deixo entrar,
Meu coração
Reflete  paz.

A vida assim,
Você em mim,
Traduçao simples,
Beleza e  amor.

Manu Kelé!

domingo, 31 de outubro de 2010

Quando somos poesia

Quando somos poesia,
Brilham estrelas nas palavras,
A cor do amor nos contagia,
Chove lágrimas de alegria.

Quando somos poesia,
Nos sentimos mais humanos,
E sobre todos os planos,
Nos tornamos mais iguais.

Quando somos poesia,
O dia nasce mais lindo,
O coração pulsa sorrindo,
O bem da vida nos refaz

Manu  Kelé!

Sweet

Sweet Caroline,
Poetizar teu sorriso,
Asas pro sonho,
Fadas pra noite,
Duendes alegres.
Doce ser,
Calor e ãnima,
Vida e alegria
Partilha da beleza,
Certeza de um verso
Feliz!

Manu Kelé!

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Noite em mim

Noite em mim,
Estrelas sorridentes,
Sonhos ardentes,
Doce Vibração!
Céu se abrindo,
O frio animando
O coração.
Noite em mim
Alegria poética,
Energia frenética,
O som
O viver no ar!

Manu Kelé!

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

O céu caiu

O céu caiu sobre mim,
Sua poeira azul e triste,
Invadiu a minha alma,
A calma se foi,
Sinto um profundo silencio,
Pássaro na gaiola,
Preso pela dor,
Sentimento torto,
Pelo corredor.
As flores do jardim choram,
As lágrimas alimentam minha esperança,
E numa dança de espera,
Sigo triste vendo o amor,
passar pela janela da vida...

Manu Kelé!

quarta-feira, 6 de outubro de 2010

Versos vivos

Folhas mortas,
Versos vivos,
Palavras de emoção,

Flores ardentes,
Caminho quente,
Pura imaginação.

Céu vagaroso,
Tempo esquecido,
Beijo partido,
Doce saudade.

Terra chorosa,
Chuva mansinha,
Brota esperança
E liberdade!

Manu Kelé!

Teu olhar

Teu olhar,
Belo poema,
Cores vivas,
Palavras astrais.

Teu cheiro,
Surpresa boa,
Belo caminho,
Que me refaz.

Tua voz,
Magnifico som,
Presente dom,
Da emoção,

Tua presença,

Estrela guia,
Toda energia,
O meu viver!

Manu Kelé!

sábado, 2 de outubro de 2010

Minha emoção

Doce poema,
Flores alegres,
Cheiro de mar...

Palavras certeiras,
Modernas cores,
A me encantar...

Lindo sorriso,
Encontro maduro,
Eterna paixão...

Sentidos marcados,
Teu beijo guardado,
Na minha emoção

Manu Kelé!

domingo, 19 de setembro de 2010

Poesia estrelada

Poesia estrelada
Vida iluminada,
Poema colorido.

Perdido sentimento
Encontrado momento,
Renovada saudade.

Poema dolorido,
Coração partido,
Paixão platônica.

Sofrimento e tristeza
Com a pura certeza
Preciso te encontrar!


Manu Kelé!

Imensa saudade

Deleito do teu olhar,
Poema perfeito,
Guardo no peito,
O beijo que eu não dei.

Cores do teu olhar
Invadem meu dia,
Me contagia,
Uma imensa saudade no ar!

Manu Kelé

Plena poesia

Meigo olhar
Mar belo
Naturalmente lindo,
Cor que professa,
Alma doce,
Caminho certeiro da beleza,
Riqueza e encantamento,
Alimento das palavras
Plena poesia.

Manu Kelé!

sexta-feira, 17 de setembro de 2010

Sonho

Meu sonho solto
Ar que respiro
Pleno êxtase
Teu corpo no meu
Caminho claro do amor...

Minha vida
Felizes lágrimas
Um mar de sorrisos
E eu lindo
Cultivando
O melhor do meu ser!


Manu Kelé!

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Mil tons

O som,
Mil tons,
Poema,
Voz,
Anjo,
Jazz,
Força,
África,
Sentimento,
Visões
Liberdade,
Diversidade,
Sentido
Força
Vida,
Asa,
Sonho.


Manu Kelé!

domingo, 29 de agosto de 2010

Repente

Num repente
Um poema,
De moderna forma,
Sem paredes, sem norma,
Em papeis levados ao vento.

Num repente,
Um sentimento solto,
Com a ideia saída do bolso,
Viagem ao profundo,
Revelação da alma,

Num repente,
Palavras sinceras,
Flores da primavera,
Cantar de pássaro
Embalando o tempo.

Num repente,
O fim do meu tormento,
O mais valioso alimento,
A luz do teu olhar.

Manu Kelé!

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Arcanjos

Ao teu lado,
Sou todo flores,
Cheiro a poemas,
De palavras coloridas...

Ao teu lado,
Sou o holístico,
O pensar,
Desejo solto no ar,
Sublime mar de amor...

Ao teu lado,
Sou estrada sem fim
Arcanjos Serafins,
Voando sobre o gostar!

Manu Kelé!

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Silêncio

Toque de poesia,
Silêncio sem fim,
A  vida pra mim
É extrema beleza.

Ladeira das Palavras,
Guardo minha calma,
Na noite pintada de estrelas,

Som do universo,
Tudo que eu te peço,
É poder me ouvir.

Manu Kelé!

sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Gosto de maçã

O poema se forma na manhã,
O sol nascendo,
Um gosto de maçã,
Um beijo de amor,
O calor de quem se gosta
Colorindo o dia.
Magia doce!
Simplesmente a vida
Dando o ar da graça,
Maravilhosa poesia!

Manu   Kelé!

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Rio de palavras

Rio de palavras,
Água da saudade,
Mar do pensamento,
Natureza viva!

Cor do teu olhar,
Marcas do teu beijo,
Meu desejo no ar...

Sentido da pele,
Poema que revele,
O infinito gostar.

Manu Kelé

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Tarde

Sol,
Poema renitente
Que arde na gente,
Palavra erguida
No sentido...

Tarde,
Parte do  dia,
Cor dissonante,
Diamante mágico,
Precioso valor...

Noite,
Estrelas beijando o céu,
O minha imaginação ao leo,
Vento perfumando o ar!

Manu Kelé!

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Ciranda e arte

Teu olhar poema
De cor e beleza,
Certeza que me irradia.

Teu  olhar
Ciranda e arte,
Doce parte
Da criação.

Teu olhar
Energia do universo,
Lindo verso e perfeição!

Manu Kelé!

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Vida

Quando moleque,
Brincava na chuva,
Patinete a mil,
Frio na barriga,
Felicidade arrepiando,
Poesia sobre trilhos.
Adolescente sentia
A  paixão,
Doce furacão,
Nas ondas da vida.
Hoje adulto,
Encaro a vida com a possibilidade
De ser feliz,
Colhendo versos,
Nos jardins da imaginação!
Manu Kelé!

terça-feira, 27 de julho de 2010

Alma das palavras

No teu olhar,
O calor do sol,
As cores natural da alegria,

Uma maravilha poética,
Estrela grandiosa,
Graciosa criação
Dos Deuses.

Fator estimulante,
Dançante inspiração,
Pra alma das palavras!

Manu Kelé!

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Poesia noite e dia

Poesia do dia,
Nascer do sol,
Cantar de pássaro,
Cheiro do verde,
Gosto do pão,
Abraço da pessoa amada,
Café quentinho,
Como o novo dia!
Poesia da noite
Cheiro de estrelas,
A voz de Sarah Voughan,
Um ar musical,
Capaz de fazer rolar
Lágrimas de emoção.

Manu Kelé!

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Bordadas palavras

Sadio sentimento,
Tremendo e arrepiando,
Rodopiando a alma,
Mexendo com a calma.


Alegre sentimento,
De fazer nascer flores,
De fazer voar as dores da saudade,

Perfeito sentimento,
Brilhar de estrelas,
Céu iluminado,
Bordadas palavras no mar!

Manu Kelé!

Verde esperança

Ipé de Andrea,
Árvore de saudade,
Poesia que me arde,
Faz doer corpo e alma.

O ipé verde lembrança,
Luta, vida, esperança,
O amor resistindo no ar!

Manu Kelé

terça-feira, 6 de julho de 2010

Som poético

Toque na alma,
Música do Egberto Gismonti,
Colorida emoção,
Solto coração,
Criação a mil.

Tons maravilhosos,
Imaginação dançante,
Vida radiante,
Som poético.

Imagens da vida,
Céu e natureza,
Sei, tenho certeza,
A música tá no meu sangue!

Manu Kelé!

segunda-feira, 5 de julho de 2010

Ãnima

Poesia ãnima,
Mãe dos pensamentos,
Alimento da saudade,
Verdade solta ao vento.

Poesia que marca,
Palavras cheias de vida,
Beijo molhado na memória,
Glória da tristeza atrevida.

Poesia que insiste,
Bater do coração,
Sentidos pintados de mar,
Amar é doce emoção!

Manu Kelé!

quinta-feira, 1 de julho de 2010

Saudade sem fim

Tempo frio, alma quente,
Chove na poesia,
Malicia de poeta
É sentimento e fantasia.

Noite escura, alma e luz,
O pensamento me conduz,
A energia do amor.

Dia e Noite,
Manhã e tarde,
No meu peito o que arde
É uma saudadede sem fim.
 Manu Kelé!

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Memória da pele

Memória da pele,
Sentido ligado,
Respiro poemas,
Sonho acordado!

Memória da pele,
Coração vadio,
Asas doces leve,
Um amor sadio!

Memória da pele,
Palavras de paixão,
Um toque de sentimento,
Em nosso coração!

Manu Kelé!

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Poesia leve


Poesia leve,
Palavras soltas,
revoar de pássaros,
Verde de encher os olhos.
Açude cheio,
Chuva fria,
Pensamento vagaroso,
Vagalume iluminando a noite,
O céu pintado de estrelas,
O sono na porta do pensamento,
O alimento feito na lenha,
Com as mãos amorosas da tia Nenem!

Manu Kelé!

quarta-feira, 26 de maio de 2010

Poética alma

Palavras de alegria
Estrela dançante,
O universo que insiste:
Respire o maravilhoso dom de viver!

Hoje o amor,
O poder pensar,
O pulsar da poesia,
São coisas que contagiam
Minha poética alma!

Manu Kelé

quinta-feira, 13 de maio de 2010

Comunidade do Macaco II

Poesia colorida,
Pássaro cantante,
O som do silêncio,
A natureza a encantar.

Sonho acordado,
Segredo espalhado ao vento,
Dormir esquecido do tempo!

O gosto do verde na boca,
O cheiro do cajú na alma,
Cururus cantantes,
Sacis errantes brincando com o medo...

Comunidade do Macaco...
Marco zero da imaginação poética!

quinta-feira, 29 de abril de 2010

Mãe

Cheirar a flor,
Sentir a cor,
Ter o amor de mãe!

Ouvir música boa,
As vezes atoa,
Ser dono do tempo...

Terna alegria,
A vida cultivada,
E valorizada com coisas
Simplesmente maravilhosas !

Manu Kelé!

terça-feira, 20 de abril de 2010

Papel

Papel,
palavra,
Lágrima,
Sentimento,
Folha,
Cor...
Memoria,
Cheiro,
Som,
Sentidos,
Êxtase,
Prazer,
Vida,
Liberdade,
Poesia...

Manu Kelé!

quinta-feira, 15 de abril de 2010

Palavras rasgadas

Palavras rasgadas,
Cores perdidas,
O teu cheiro no infinito do meu pensar!

Tanta saudade,
Que as estrelas ficam tontas,
Mas a lua dança,
Quando penso no teu beijo!

Palavras Ancoradas,
Mar de sossego,
Meu porto é tua lembrança!

Manu Kelé!

segunda-feira, 5 de abril de 2010

Poema para Florisbela

Flor no cabelo,
Cheiro na alma,
Calma e voar,
Luar e alegria...

Florisbela,
Caminho feliz,
Bem-te-vi,
sonho musical,
Vozes de mil tons...

Lindo olhar,
Cores de poemas,
Todo sentimento,
Acariciando Florisbela..

Manu Kelé!

quarta-feira, 31 de março de 2010

Borboletas arco-íris

Borboletas arco-íris,
Poemas esvoaçantes,
Palavras tocadas de amor!

Flores sentimentais,
Jardins falantes...
Sentimentos vibrantes,
A poesia viva dentro de nós!

Manu Kelé!

quarta-feira, 24 de março de 2010

Poema derretido

As vezes sou poema derretido,
Lágrimas...
Amarelo flor...
Sentimento de saudade...
Capaz de chover devagarinho,
Molhando toda alma de dor!

Manu Kelé

terça-feira, 23 de março de 2010

Corpo e alma

Imensa saudade,
Falta sem fim,
Tato da tua pele,
Teu sorriso em mim.

Tamanha saudade,
Olhar caramelo,
Palavras de carinho,
Sorriso sincero.

Doce saudade,
Aderência e teu cheiro,
A memória poética.
Corpo e alma por inteiro!

Manu Kelé!

sexta-feira, 29 de janeiro de 2010

Vivo para o amor

Poesia noite dia,
Sol chuva,
Riso raiva
Calma pressa,
Poeta quem confessa...
Vivo para o amor!!

Poesia cores,
Nublado céu,
Chapeu molhado,
Lágrimas de alegria,
Poesia...
Contagia mesmo aos que têm
Um coração selva de pedras....

Manu Kelé!

Segredo

Revelado segredo,
Quem tem poesia,
Ver melhor as cores do dia...

Quem tem sentimento,
Não precisa de muito argumento,
Convence com os atos...

Quem tem prazer,
Nem precisa dizer,
Os olhos de Deus revelam...

Quem tem amor,
Nunca senti dor,
É anestesiado pela suavidade do tempo,
Que é um remédio controlado pela paciência!
Ciência de quem sabe amar!!

Manu Kelé!!

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

Vagalume

Só de pensar na vida,
Descobri: Sou estrela,
Luz, radiante poema,
Respiração verde,
Flor de crescente perfume,
Doce vagalume a dançar no luar.

Manu Kelé!

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Surpresa " poema musicado por Eduardo Loureiro"

A surpresa,
A poética,
O arrepio,
A paciência,
A ciência
A espera,
O bem amado!
Passado, passado...
Presente, presente...
O fim
Da Tristeza,
A certeza,
Um Deus dizendo pra gente
Nasci pra você meu bem!

Manu Kele!

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Imaginação

Flores,
Caminho,
Descoberta,
Luzes,
Alma,
Estrelas,
Luar,
Suor,
Corpo,
Violão,
Nota,
A imaginação,
O sentimento
A poesia!

Manu Kelé!

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Estrela Nova

Estrela Nova,
Luz mancinha,
Carinho de luar,
Onda branquinha!

Mar de amor,
Imensidão...
O gosto o sal
a emoção...
Felicidade:
Você meu coração!

Manu Kelé!