terça-feira, 8 de dezembro de 2015

Sensatez

A velocidade do poema
Não determina o tempo da palavra
Que quer calma e sensatez
Pra expressar mais uma vez
O que o destino já sabe
O amor que arde em meu peito
Quer alcançar o melhor jeito
De nos encontrar!

Manu Kelé!


Nenhum comentário:

Postar um comentário