sábado, 5 de dezembro de 2015

Som florido

A fome que me dá das palavras
Não me permite comer um poema por inteiro
Quando o sentimento é passageiro
As palavras são voláteis
Mas quando é duradouro
Vira verso e canção
E nesse momento o meu coração
Bate ritmo colorido
Num som florido pro meu amor!

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário