terça-feira, 26 de janeiro de 2016

De lírio de saudade

Não consigo pisar os pés no céu
Girar as horas em contratempo
Nem apagar o vento
A saudade que invento
Gira nas horas contrárias a minha alegria.

Manu Kelé!


Nenhum comentário:

Postar um comentário