quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Fazer dormir o sol

O sol da tarde estava bordado de róseo
Existe cor mais linda pra um entardecer?
Na cabeça "Você você"
(...) Que roupa você veste que anéis com o que você me toca
Que bicho feroz são seus cabelos que a noite você solta?(...)
Volta e meia sou criança como todo geminiano
E fico nos planos de contar carneirinhos
Lembro de ouvir os sons de carinhos da minha mãe cantado pra eu dormir
(...) A velha debaixo da cama a velha criava um gato(...)
De fato infância e poesia nunca se distanciam
As poesias de Manoel de Barros se acariciavam de lembranças dele criança
A dança na memória
A Gloria da poesia
É imaginar o impossível
De fazer dormir o sol
De Distrair o pensamento com o som maravilhoso de Ray Chales
Até desencantar os males da vida.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário