segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

Cores de suave poesia

Cores
Olhares
Ruas da inspiração
Extrema emoção
Sou flores sou cheiro sou cor

Dias azuis
E noites claras

Sou madrugada
Uma suave estrela negra
Verdade
E mutação

Posso até não ser perfeito
O amor que trago no peito é
Emergente poesia
Sincronia
Instantânea
Além do mar de mim.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário