sábado, 27 de fevereiro de 2016

Que beleza

Que beleza
Uma poesia nascida das estrelas
Extrema grandeza dos sentimentos

Brilhante luz
Eterna força
Liberdade crescente
Enfeitando todas as horas da noite
Zumbindo de vaga-lume
Perfume das cores do luar.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário