quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Semi-fusa

Minha sede de palavras
Me deixa peixe
A mergulhar no céu da inspiração
O coração pede poesia
O meu dia pede sol
E numa velocidade semi-fusa
Penso em minha musa
Encantando esse poema feliz.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário