domingo, 29 de novembro de 2015

Paixão de Deus

A poesia gira na cabeça
Nos sentimentos
Razão insana
Voo sem asas

A poesia move o contrário
Supera o lógico
Para o relógio
Move o mar

A  poesia é o impossível
Amor sem limite
Gelo dinamite
Paixão de Deus.

Manu Kelé!



Nenhum comentário:

Postar um comentário