domingo, 8 de novembro de 2015

Corpo aberto

Fico de corpo e alma abertos o tempo inteiro as emoções
Meu coração transparece os seus sentidos
Meus o ouvidos  são acariciado pelos seus sons
Serão dons?
Será ancestralidade ?
Na verdade não tenho surtos de genialidade
são as palavras que me dominam!

Manu Kelé​

Nenhum comentário:

Postar um comentário