sábado, 7 de novembro de 2015

Amor holístico

Vivo mendigando as suas palavras
Mas você me sopra um silêncio
Que doí nas cores dessa paixão que é
Paraíso e tormento
Geleira e vulcão
Pedreira e flor
Beira de versos e lágrimas
Paradoxo inacabável
Hipérbole de um amor holístico
Com extremo risco de dominar
Por completo o meu universo

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário