terça-feira, 3 de novembro de 2015

Depois eu falo

Depois eu falo contigo
Que palavras redondas não dão versos quadrados
Que o reverso da hipotenusa é confusa métrica
Depois eu falo contigo
O gosto da palavra ficou no pensamento
Viver de saudade não é alimento
Depois eu falo contigo
Mesmo que o silencio impere
É melhor que eu te revele
Não há melhor poesia que o céu do teu olhar.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário