quarta-feira, 13 de abril de 2016

Verso torto

Esse verso torto
Penetra reto
Retina a dentro
Do meu ego
Bem te quero
Mal te quero
Nos segundos indefinidos
Da minha paradoxal humanidade.

Manu  Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário