sexta-feira, 29 de abril de 2016

Gosto de amor

Um gosto de amor
No céu da boca da palavra
E o verso estremeceu de emoção
Coloriu sua imensidão
Vibrou seu universo.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário