quarta-feira, 2 de março de 2016

Jean dos Anjos

Jeito do olhar
Extrema sensibilidade
Amor refletido na imagem
Namorado das cores

Dadiva visão
O coração inspirado
Suaves sonhos

Antes mesmo de nascer
Naquele instante poderia se prever?
Jean seria pura arte?
Os anjos fazem a sua parte
Sincera é a sua vocação.

Manu  Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário