sexta-feira, 18 de março de 2016

Diz

Qual poesia sai do azul?
Do sul do teu olhar?
Dos caminhos de encontrar?
Da imensidão do universo?
Qual poesia sai desse verso, das vidas?
Da minhas idas e vindas por dentro de ti?

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário