quarta-feira, 12 de novembro de 2014

Coração do verbo

As vezes passa por minha cabeça um vazio que nem cabe em palavras
Absurdo silêncio...
Incrível é a inspiração
Da mais absoluta calmaria
Faz pulsar a magia no coração do verbo.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário