sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Entranhas

Ventam palavras de um poema turvo de saudade
Molhando pétalas coloridas de poesia
No mar dos meus sentidos tenho luzido estrelas
Guardo uma esperança que dança em teu olhar
Voando  entre céus e terra
Flutuo esse amor que arde nas entranhas da inspiração.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário