quarta-feira, 14 de outubro de 2015

Até amanhã

Até amanhã
Quando o sol abrir os olhos
Quero flutuar poema suave em você

Até amanhã
Quando as flores despertarem
O perfume vai cobrir teu copo

Até amanhã
Maçã brioches tapioca café
A fé  de agradecer a vida

Até amanhã
Sentir o gosto do dia
E Deus abençoar toda forma de  amar.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário