domingo, 23 de agosto de 2015

Quase sem tempo

Estou quase sem tempo de respirar
Me pego até sem pensar em mim
Você chegou assim
E sem eu perceber
Tomou conta de todos os meus sentidos.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário