quarta-feira, 5 de agosto de 2015

Hymne à l'amour

Como segurar  uma paixão?
Que voa asas de desejo pelo céu da poesia.
Como liberar uma paixão?
Que desconserta o verbo dorme lua e acorda sol.
Como segurar uma paixão?
Que de tão imensa não cabe no tempo nem no espaço.
Como liberar uma paixão?
Que traz pros sentidos um hymne à l'amour.

Manu Kelé



Nenhum comentário:

Postar um comentário