quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Sorvete

Tarde quente de rachar a inspiração,
Quase que o verbo não acontece,
É preciso muito sorvete de cajá,
E água no pote,
Sorte das palavras que esfriarem,
Mas a sede do poema é maior que o calor,
E mesmo sem muito esforço,
Como um mágico, tiro do bolço,
A palavra mais forte do universo,
E que finalizo esse verso,
Dizendo,
A melhor sentimento da vida é o amor.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário