quarta-feira, 24 de março de 2010

Poema derretido

As vezes sou poema derretido,
Lágrimas...
Amarelo flor...
Sentimento de saudade...
Capaz de chover devagarinho,
Molhando toda alma de dor!

Manu Kelé

Nenhum comentário:

Postar um comentário