quinta-feira, 10 de abril de 2014

Verbo nu

Passarinhando entre estrelas,
Me arrepiei em verbo nu,
Entre céus e luas,
O voo é infinito,
Quando a saudade vem
Do extremo sertão de dentro...

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário