domingo, 6 de abril de 2014

Palavras que sorriam


Sonhei com palavras que sorriam,
Num poema colorido,
Fazendo um som em verde, vermelho, amarelo e preto,
A mãe África estava do meu lado e dizia:
Meu filho viva e ame nossa gente,
A todos os que foram espalhados pela diáspora,
Anuncie verdadeiramente que só o brilho da nossa cultura e arte,
Poderá acabar com toda espécie de preconceito.


Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário