domingo, 13 de abril de 2014

Flores secas

A razão explica sentimentos?
Cortei em voo rasante o céu do meu poema,
Tudo que era tão claro ficou confuso,
Tempo descompassado no fuso horário do verbo,
Dias de estrelas,
Noites de sol,
Palavras cravadas em flores secas,
Quando a paixão toca,
O som produzido é de cores antagonicamente dissonantes.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário