domingo, 16 de fevereiro de 2014

Sabor de flores

Como não sentir as palavras,
Se elas mexem com a minha imaginação,
As vezes tenho sensação de que sou chão,
As palavras sementes,
Que dormem na mente,
Acordam verbo,
Crescem novo verso,
Com sabor de flores.

Manu Kelé!


Nenhum comentário:

Postar um comentário