quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Parir

Existem certas noites que doem,
Pesadas estrelas,
Imaginação vagarosa,
A sensação do azul,
Soa forte em meus ouvidos,
Os sentidos ficam caleidoscópico,
Virando e revirando o gosto amargo das palavras,
Que não chegam no tempo certo de gerar um verso,
Como é duro tentar parir uma nova criação.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário