domingo, 29 de dezembro de 2013

Palavras que nunca senti

Mergulho em palavras que nunca senti,
Tentando respirar um poema moderno,
Mas a lua já dormiu,
O brilho das estrelas não alcançam os bytes do meu blog,
Por mais que eu me embriague de inspiração,
Meu  coração bate mesmo é querendo transbordar,
Num antigo e complexo mar de amar.

Manu Kelé!

Um comentário: