terça-feira, 14 de julho de 2015

Silencio doído

Teu silencio me doí como a falta de luz a uma estrela!

Nenhum comentário:

Postar um comentário