domingo, 19 de julho de 2015

Caminho do verbo

Quando estou perdido
As palavras me encontram
Cheias de cores
Enfeitadas de flores pelo caminho do verbo
Mesmo entre pedras e espinhos
Os versos fazem seus ninhos
Gerando emoção
Fazendo-me voar pelos caminhos da inspiração.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário