domingo, 19 de julho de 2015

Força que uni o verso

Não tomo palavras no café da manhã
Não almoço letras
Nem bebo verbos por mais gostosos que sejam
Tenho mesmo é uma enorme fome de poesia
Tão forte quanto a força que uni o verso!

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário