sábado, 11 de abril de 2015

Gemidos

Sinto o cheiro do verbo
Calor textura cor,
Rima com a mor
Adoça a saudade
Faz a idade do verso se perder
Amanhece num sol sustenido
Clareia a musicalidade do céu
De verbo em verbo
A criação do poeta
Vai sobrevivendo
Gemidos risos flor sentimentos.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário