terça-feira, 21 de abril de 2015

Estrela quentinha

Poesia da noite
É estrela quentinha
Lua fininha
Sorriso do céu.

Poesia do dia
Girassol contente
Água corrente
Inverno no Sertão

Poesia de Deus
Acolhimento repartição
O pão em todas as mesas
Igualdade justiça.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário