sábado, 26 de janeiro de 2013

Involuntária respiração

Quando respiro,
As palavras mexem o meu pensamento,
Tentando sair poema,
Involuntária respiração,
Coração sentimental.
No hospital nunca pensei que ia morrer,
Imaginava mesmo que iam nascer palavras e flores no meu coração crescido de tanto gostar,
Quem não tem pedra no sapato?
Quem não cultiva flores e espinho?
Minha inspiração
Minha canção,
É tocada por nunca eu estar sozinho,
Poetas internos, pessoas de bem, batem na porta do meu bem querer Oferecendo carinho,
Que transformo tudinho em pão de palavras e poesia,
Alimento para minha e nossa alma!

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário