sábado, 26 de janeiro de 2013

Flores voando

Vi as cores das flores voando pelo quintal,
Senti o cheiro da terra,
Ouvi cada pingo da chuva,
Era um tempo incontável,
Relógio descartável,
Poesia infinita...
O impossível diante de mim,
Uma minhoca acordava o dia,
Aproveitava a margia do ar,
O sorriso de Maria,
Cumpria branquinho sua oração,
As formigas pensavam o horizonte,
Tudo tinha imensa beleza,
O dia nascia com a certeza,
O sol é o olhar de Deus sobre nós!

Manu Kelé!


Nenhum comentário:

Postar um comentário