domingo, 16 de março de 2014

Seco sentimento

Não chove uma gota de palavra no céu da poesia,
É seca no sentimento do verso,
Mudaram as estações,
Agravou-se a estiagem,
Meu vizinho cheira eucalipto no café da manhã,
Certo dia o gato dele pulou entre as flores do meu jardim,
Mas tudo continuou assim,
As flores com as cores do olho do gato,
O gato bordado de flores,
E os amores que inventei,
Ainda estão por receber cada um, novo poema,
Por falta de inspiração.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário