terça-feira, 24 de setembro de 2013

Justiça seja feita

Palavra de vidro quebra fácil?
Palavra de vento voa?
Atoa é a inspiração?
Do coração que pensa nada?
Só pra se libertar da paixão?
O que será feito das palavras de areia?
O que será feito das palavras de mar?
Que gosto terá palavras de céu?
Que cheiro terá palavras de sol?
Afino o pensamento em escalas inexistentes,
Sorridentes invenções me trazem uma realidade,
A verdade do poeta é menor que os dez por cento mentira,
Justiça seja feita a Manoel de Barros!

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário