quinta-feira, 21 de maio de 2015

Voz

Não quero explicar sentimento
Nem mesmo teimar com o tempo
Se o destino existe
Deixe-o seguir
Daqui das portas da paixão
O coração fala:
A melhor poesia é sentir repetidamente
A voz da imaginação colorindo teu nome.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário