sábado, 21 de março de 2015

Rodei palavras

Rodei palavras
Girei cores
As flores do pensar desabrocharam
Meu sentido se refez
Transbordou um tempo de infinito poema
Acertar o verbo é um dilema
Mas vale a pena viver e amar.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário