domingo, 18 de maio de 2014

Silêncio profundo

Mesmo em silêncio profundo respiro involuntário a poesia do mundo.
Manu Kelé !

Nenhum comentário:

Postar um comentário