quarta-feira, 22 de maio de 2013

Furacão

O meu olhar viajava pelo azul,
Era quase mar nos meus olhos,
Uma saudade salgada,
Deixava a boca seca de desejo do beijo teu!
O sol aquecia as águas verdes no infinito,
Eu continuava frio,
A paixão como um furacão,
Mexia com a minha alma,
Num movimento inesperado!

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário