domingo, 10 de julho de 2016

Poesia infinita

Amei o teu olhar
Queria me encontrar
Atravessou a minha alma
Vibrou poesia infinita.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário