quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Pensava poesia

Enquanto eu pensava poesia
O verbo dormia feliz
Sonhava que jamais ficaria torto
Mas o pensamento de uma criança
Fez do seu sonho pesadelo
Fez dançar palavras coloridas
Voar arvores floridas
Silenciou o som da lua durante o dia inteiro
Mas quando chegou janeiro
A normalidade se instalou
O verbo acordou
E a poesia brincou desanimada
Com toda sua loucura trancada a sete chaves.

Manu Kelé!

Nenhum comentário:

Postar um comentário